Mercedes: Red Bull está desenvolvendo o carro mais rápido que nós

compartilhar
comentários
Mercedes: Red Bull está desenvolvendo o carro mais rápido que nós
Por:

Engenheiro de pista da equipe alemã comparou as performances das duas equipes na prova de Nurburgring

Ao final do GP de Eifel de Fórmula 1, uma das primeiras coisas que Lewis Hamilton disse no rádio foi que a Red Bull está chegando mais próxima da Mercedes. E para o engenheiro de pista da equipe alemã, Andrew Shovlin, a rival de fato reduziu a diferença devido ao fato de estar desenvolvendo o carro mais rapidamente.

Shovlin acredita que 2020 está seguindo um padrão similar ao dos anos anteriores, com a Red Bull crescendo e se aproximando da Mercedes ao longo do ano.

Leia também:

Na classificação em Nurburgring, Max Verstappen estava mais próximo das Mercedes que o normal, e manteve certa pressão em cima do vencedor Hamilton, inclusive conquistando a volta mais rápida no fim.

"Acho que eles estão desenvolvendo mais rápido que nós no momento", disse Shovlin. "E vimos isso progressivamente. Mas, para ser honesto, vimos isso nos últimos anos. Eles tendem a começar menos forte que nós. Mas no final eles sempre estão mais próximos".

"Então, se vemos essa tendência seguir, nas próximas corridas a situação ficará mais difícil, e será mais complicado fazer a pole no sábado ou vencer no domingo".

Shovlin disse que a performance na classificação das duas equipes foi mais próxima do que aparentava ser, porque os tempos do Q3 não contam toda a história. Ele sugeriu que a situação real pode ser vista no Q2, quando Hamilton ficou apenas 0s077 a frente do holandês.

Nenhum dos dois conseguiu melhorar no Q3, quando Valtteri Bottas superou os dois para fazer a pole.

Desde o GP da Itália, as equipes estão restritas a apenas um modo de motor para a classificação e a corrida, reduzindo o chamado "modo festa", que dava à Mercedes uma potência extra no final da classificação.

"A Red Bull está mais próxima. E na classificação, Lewis e Max fizeram seus melhores tempos no Q2 e, se você olhar para os melhores tempos deles, a briga pela ponta está muito próxima. Valtteri fez uma volta brilhante e isso fez a diferença".

"Eles vem se aproximando ao longo do ano. Definitivamente as mudanças no modo de motor os deixaram mais perto".

De modo intrigante, Shovlin sugeriu também que a Mercedes perdeu para a Red Bull na manutenção das temperaturas de pneus na Alemanha após o safety car virtual, aprendendo uma lição para o futuro.

"As condições frias significam que fazer os pneus funcionarem ficou mais difícil. Não acho que estávamos na melhor forma. Certamente, após o SC virtual, parecia que estávamos sofrendo para acertar o passo em comparação com eles".

"E há uma parte que temos que entender para o futuro, já que podemos ter uma prova fria em Ímola".

Por outro lado, o chefe da Red Bull, Christian Horner, disse após o GP que o sistema de Direção de Eixo Duplo da Mercedes (DED), deu a eles uma vantagem na relargada, com relação ao próprio aquecimento de pneus.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton 'DÁ O TROCO' em Stewart e cia e elege o momento de maior 'DRAMA' de sua carreira na F1

PODCAST: A F1 perde força com a saída da Honda?

 

VÍDEO: Alonso faz teste com Renault em Barcelona e fala de "um novo começo"

Artigo anterior

VÍDEO: Alonso faz teste com Renault em Barcelona e fala de "um novo começo"

Próximo artigo

F1: Red Bull vê Hulkenberg como opção para vaga de Albon em 2021 e comenta situação de Tsunoda

F1: Red Bull vê Hulkenberg como opção para vaga de Albon em 2021 e comenta situação de Tsunoda
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper