Fórmula 1 GP da Bélgica

Futuro de Hamilton pós-F1 não faz parte do novo acordo com a Mercedes; entenda

Chefe da equipe esclareceu rumores sobre heptacampeão se tornar embaixador após aposentadoria

Lewis Hamilton, Mercedes W14

O futuro de Lewis Hamilton com a Mercedes para além das corridas na Fórmula 1 não é um elemento do novo contrato com a equipe, revelou Toto Wolff.

Leia também:

O heptacampeão mundial atualmente espera que seus advogados e representantes da equipe esclareçam os elementos finais de um ano acordo que o comprometerá com a principal categoria do automobilismo mundial nos próximos anos.

Os atrasos na conclusão do contrato - que de acordo com Wolff seria resolvido em uma tarde - geraram especulações de que existiam aspectos do acordo que não foram fáceis de resolver. Uma questão que surgiu recentemente seria que Hamilton desejaria realizar algum tipo papel como embaixador da Mercedes após a aposentadoria.

Mas falando no GP da Bélgica, Wolff disse que o foco do novo contrato está totalmente relacionado ao fato de Hamilton ser um piloto. “Não estamos falando de uma função de embaixador após sua aposentadoria, isso não parte das negociações do contrato”, explicou Wolff.

“Acho que ele ainda tem muitos anos como piloto nesta equipe e, portanto, trata-se apenas de esclarecer as coisas no contrato. Eu sei que parece um pouco [incerto], mas é simplesmente coisas triviais que só precisam ser bem definidas em contratos.”

Wolff e Hamilton explicaram nas últimas semanas que não há grandes obstáculos para o acordo ser concluído e agora é apenas uma questão de resolver os aspectos legais. Falando no GP da Hungria, Hamilton disse que o progresso para conseguir a assinatura do contrato estava totalmente fora de suas mãos. 

“Eu não participei disso o tempo todo”, disse ele. “Eu fui removido desde o começo. Eu queria estar focado em todas as outras coisas que estão acontecendo, então a equipe está trabalhando nisso em segundo plano. “Não há mais negociação. São apenas coisas pequenas."

O próprio Wolff apoiou esse ponto de vista dizendo que o envolvimento de advogados nesta fase significava que era impossível afirmar quando as coisas seriam concluídas. “Não quero dar uma data, porque são advogados falando com advogados”, disse ele. “Não são mais coisas materiais, mas você tem que dar um tempo e não quero me comprometer com um encontro.”

Norris ironiza Hamilton e Pérez: passou do ponto?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se Red Bull de 2023 pode ser comparada à McLaren de 1988

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen tem todo o direito de ser “atrevido”, diz Mercedes
Próximo artigo F1: Patrocinador de Pérez insinua que Verstappen é privilegiado na Red Bull

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil