VÍDEO: Nova tradição? Red Bull quebra troféu pela segunda semana seguida; confira

Após quebra no GP da Hungria, troféu de construtores do GP da Bélgica também é 'espatifado'

Max Verstappen, Sergio Perez celebrate with Red Bull Racing team members

Red Bull Content Pool

Nova tradição? Após a cômica cena de Lando Norris quebrando o troféu de Max Verstappen na Hungria, a Red Bull quebrou outro após o GP da Bélgica de Fórmula 1.

Leia também:

A equipe de Milton Keynes celebrou a vitória do holandês e de Sergio Pérez em Spa-Francorchamps com uma foto padrão de todos reunidos, seguida de comemorações com champanhe em frente à sua garagem no pitlane.

Quando os membros da equipe, incluindo Verstappen e o diretor da equipe, Christian Horner, saíram para evitar um banho de champanhe, o pitboard da equipe caiu em cima do troféu de construtores, destruindo-o completamente no processo.

O problema foi motivo de muita diversão na Red Bull, com Verstappen dizendo: "Está quebrado de novo, o troféu está quebrado de novo!" para um sorridente Horner.

É a segunda vez em duas semanas consecutivas que a equipe não consegue levar seus troféus inteiros para Milton Keynes, depois que Lando Norris, da McLaren, quebrou o troféu da vitória de Verstappen no GP da Hungria durante as comemorações no pódio em Budapeste.

Norris pediu desculpas por ter danificado o troféu de US$ 45.000, que levou seis meses para ser feito à mão, e os organizadores do GP da Hungria prometeram substituí-lo por um novo exemplar.

 

O troféu dos construtores do GP da Bélgica foi recebido no pódio por Greg Reeson, um valioso técnico de garagem da equipe.

Após a corrida - mas antes de tirar a foto da equipe - Horner disse que Reeson representava o trabalho que toda a equipe fez para conseguir o recorde de 12 vitórias consecutivas em 2023.

"Resultados como o de hoje são a combinação do trabalho em equipe e é por isso que vocês viram Greg, nosso técnico de garagem que cuida de todos os pneus na garagem, conquistar o troféu de construtores hoje", explicou Horner.

Verstappen conquistou sua oitava vitória consecutiva na temporada de 2023, uma a menos do que o recorde histórico de Sebastian Vettel de nove vitórias consecutivas em 2013, com uma pilotagem dominante em Spa.

Largando em sexto depois de uma penalidade de cinco posições no grid por ter colocado sua quinta caixa de câmbio da temporada, ele assumiu a liderança na 17ª volta ao ultrapassar Pérez e, em seguida, venceu seu terceiro GP da Bélgica consecutivo por 22 segundos.

Charles Leclerc, da Ferrari, terminou em terceiro, 32 segundos atrás, enquanto a F1 entra em sua pausa de verão.

Norris ironiza Hamilton e Pérez: passou do ponto?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate se Red Bull de 2023 pode ser comparada à McLaren de 1988

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Marko fala de Pérez e cita alternativas Ricciardo e Hulkenberg
Próximo artigo F1: Verstappen tem todo o direito de ser “atrevido”, diz Mercedes

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil