Fórmula 1 GP de Las Vegas

Leclerc, Russell, Rosberg e cia: relembre outros incidentes com bueiros na F1

Motorsport.com compilou outros casos semelhantes ao desta sexta-feira nos Estados Unidos e te mostra

Manhole under repair on the circuit

O GP de Las Vegas de Fórmula 1 começou mal. Com apenas 10 minutos do primeiro treino livre, o carro do espanhol Carlos Sainz passou sobre um bueiro com tampa solta e isso acabou danificando boa parte de sua Ferrari.

Além dele, o francês Esteban Ocon teve sua Alpine com problemas semelhantes por causa da tampa de bueiro, além da Alfa Romeo ter reportado que o chinês Zhou Guanyu também tinha algumas avarias.

O editor recomenda:

Com isso, o segundo treino livre foi atrasado, modificando o cronograma do fim de semana, além de causar transtornos às equipes e aos organizadores. No caso de Sainz, foi necessária a troca de algumas peças, o que gerou punição de 10 posições de grid ao espanhol, apesar de ele não ter culpa. Mas casos de tampas de bueiros soltas não são novidade para o mundo da F1, que acumula outras quatro ocorrências apenas nos últimos dez anos.

Uma situação semelhante também aconteceu no primeiro treino livre para o GP de Mônaco de 2016. Faltando apenas dois minutos para o término da sessão, o britânico Jenson Button, da McLaren, atingiu uma tampa de bueiro solta que havia sido tirada pela Mercedes do alemão Nico Rosberg à sua frente. O inglês teve sua asa dianteira danificada e o germânico um furo em um dos pneus.

No GP de Portugal de 2020, uma tampa se soltou durante o TL3 e o treino de classificação foi atrasado em 30 minutos para a verificação do restante da pista. Na sessão de treinos de abertura do GP do Azerbaijão de 2019, a Williams do britânico George Russell sofreu graves danos no assoalho depois de bater em uma tampa de drenagem solta na pista na curva 3. As autoridades do circuito de Baku indenizaram o time inglês.

A Haas também recebeu compensação financeira por um incidente relacionado a bueiro em 2017, quando uma “falha de soldagem” em Sepang, na Malásia, levou o francês Romain Grosjean a um acidente no TL2.

Voltando ainda mais no tempo, mas novamente passando por Mônaco, em 2010, o brasileiro Rubens Barrichello teve um abandono que a Williams inicialmente atribuiu a falha na suspensão. Mas, posteriormente, uma investigação mostrou que o caso tinha relação com problema de bueiro.

Veja DEBATE sobre os treinos para o GP de LAS VEGAS após FIASCOS da organização nos EUA!

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

 

Podcast #256 – Quais as chances do GP de Las Vegas se tornar um fiasco?

 


ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Ricciardo critica decisão de TL2 acontecer sem fãs na arquibancada e pede que F1 coloque segurança dos pilotos em 1º lugar
Próximo artigo F1: Horários, previsão do tempo e como assistir ao sábado de classificação para o GP de Las Vegas

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil