Pérez se sentiu "o cara mais estúpido da Terra" após pegar Covid-19

O mexicano falou sobre os pontos positivos e negativos de sua temporada em 2020

Pérez se sentiu "o cara mais estúpido da Terra" após pegar Covid-19

No ano passado, Sergio Pérez foi o primeiro piloto do grid da Fórmula 1 a ser infectado pela Covid-19 após uma viagem ao México para visitar sua mãe, que estava no hospital. Tendo perdido as duas provas de Silverstone, o piloto afirmou que se sentiu "o cara mais estúpido na Terra" por ter sido infectado pelo novo coronavírus.

Refletindo sobre a montanha-russa que foi sua temporada 2020, que incluiu sua primeira vitória na F1 e a dissolução do contrato com a Racing Point, Pérez disse que passou por maus bocados.

Leia também:

"Certamente tive um ano muito difícil", disse Pérez em uma entrevista conduzida pela Red Bull. "Com o corona, sendo o primeiro piloto a contrair o vírus, sabe, agora é um pouco mais normal que as pessoas sejam infectados. Mas, naquele momento, eu falava para mim mesmo que eu era o cara mais estúpido da Terra por ter sido infectado. Foi difícil de lidar com isso".

O retorno de Pérez à Racing Point coincidiu com o aumento nas especulações de sua dispensa da equipe para abrir espaço para a chegada de Sebastian Vettel. Apesar da equipe rechaçar os rumores à época, acabou optando pelo tetracampeão, deixando Pérez em uma batalha para salvar sua carreira na F1.

"Foi um momento crítico em minha carreira, porque ainda tinha esse negócio do contrato. No final, eu perdi a vaga com a minha equipe, mas tudo acabou dando certo. Mas, naquele momento, eu não tinha como saber o que aconteceria".

"Quando tudo aconteceu, eu estava relaxado. Pensava que tinha uma grande carreira e estava feliz comigo mesmo, mas precisava dar o meu melhor a cada final de semana para ver o que aconteceria. Quando a oportunidade na Red Bull surgiu, teve momentos bons e momentos em que tudo parecia distante".

"Então, acredito que essas oportunidades são únicas na vida, sei disso e estou pronto para fazer tudo dar certo".

Enquanto Pérez foi anunciado pela Red Bull ainda no ano passado, ele fez sua primeira visita à sede de Milton Keynes apenas nessa semana e admite que tudo ainda parece meio surreal.

"Para ser honesto, ainda não acredito que estou aqui. Quando coloquei a roupa da Red Bull pela primeira vez, falei 'uau'. É algo que nunca achei que aconteceria na minha vida, porque nunca fiz parte do programa da Red Bull".

"Mas a vida é assim, você acaba em lugares que nunca imaginava. Então é como um sonho virando realidade, fazer parte da família da Red Bull. É algo maravilhoso. Adoro a marca e tenho muita admiração pelo que eles fazem e o tamanho apoio que eles dão aos esportes".

"Mal posso esperar para ter um começo bem sucedido. Mas, mais do que isso, uma temporada bem sucedida".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Ultrapassagens  caem em 2020; saiba quais foram os GPs mais e menos manobras

PODCAST: Chico Serra fala de rivalidade com Piquet, amizade com Senna e briga com Boesel

 

compartilhar
comentários
Mercedes W05: o carro inovador que inaugurou a maior dinastia da história da F1

Artigo anterior

Mercedes W05: o carro inovador que inaugurou a maior dinastia da história da F1

Próximo artigo

Domenicali: "Hamilton não me confirmou se vai renovar ou não com Mercedes"

Domenicali: "Hamilton não me confirmou se vai renovar ou não com Mercedes"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Autor Jonathan Noble