Red Bull suspende desenvolvimento de aeroscreen

Com a F1 tendendo a usar o Halo e sem poder investir mais recursos no projeto, equipe suspende desenvolvimento do Aeroscreen

Red Bull suspende desenvolvimento de aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Kimi Raikkonen, Ferrari SF16-H running the halo cockpit cover
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H running the Halo cockpit cover
Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H running the Halo cockpit cover
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 with the aeroscreen

A Red Bull suspendeu seu trabalho de desenvolvimento do Aeroscreen para os carros da F1 pois não quer gastar mais nenhum recurso se não for dado andamento ao projeto. 

Na busca por mais proteção ao cockpit, desde o começo do ano a equipe vinha dedicando bastante atenção numa alternativa ao conceito Halo desenvolvido por Mercedes e Ferrari.  

O Aeroscreen chegou a ser experimentado no carro de Daniel Ricciardo no GP da Rússia, e recebeu apoio de fãs e de algumas figuras da F1 que preferem sua aparência à do Halo. 

Mas após os testes de colisão em que surgiram dúvidas de que em caso de alguma batida o suporte da tela pudesse atingir a cabeça do, decidiu-se que usá-lo para 2017 seria muito arriscado. 

Durante o GP de Mônaco, as equipes da F1 concordaram que o Halo seria a ideia a ser seguida, com sua introdução esperada para o GP da Inglaterra do ano que vem. 

A questão, aliada ao fato de que o Aeroscreen necessita de mais desenvolvimento caso fosse escolhido para 2018, deixou a Red Bull com uma dor de cabeça, já que o time luta para melhorar o carro de 2016 e já está preparando o novo carro para 2017. 

Precisando destinar recursos para todas essas frentes - e já tendo gastado cerca de 250 mil euros no projeto do Aeroscreen -, a Red Bull tomou a decisão de priorizar o desenvolvimento dos carros. 

A equipe espera agora que alguma empresa, como uma montadora, dê andamento  no projeto. 

"No momento estamos suspendendo todo o nosso trabalho no Aeroscreen. Aguardamos um posicionamento oficial da FIA. Não temos recursos nem capacidade para continuar desenvolvendo o projeto. Além disso, alguém teria de pagar por isso", falou Christian Horner, chefe da escuderia.

compartilhar
comentários
Rosberg iguala marca importante de Hamilton em apenas 4 GPs

Artigo anterior

Rosberg iguala marca importante de Hamilton em apenas 4 GPs

Próximo artigo

Williams não descarta trocar Massa e Bottas para 2017

Williams não descarta trocar Massa e Bottas para 2017
Carregar comentários