Fórmula 1
29 ago
-
01 set
Evento encerrado
05 set
-
08 set
Evento encerrado
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
31 out
-
03 nov
Próximo evento em
15 dias
14 nov
-
17 nov
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
43 dias

Renault crê que chegar a acordo sobre teto de gastos é urgente para F1

compartilhar
comentários
Renault crê que chegar a acordo sobre teto de gastos é urgente para F1
Por:
24 de mar de 2019 12:51

Chefe da equipe francesa diz que reuniões da próxima semana devem ter como prioridade diminuir custos do mundial

O diretor da equipe Renault, Cyril Abiteboul, acredita que um acordo para um novo regulamento financeiro deva ser a prioridade nas discussões sobre o futuro da Fórmula 1 pós-2021.

O limite de custo é um dos principais elementos discutidos para a revisão das regras de 2021 da F1, juntamente com distribuição de receita e regulamentações esportivas e técnicas.

Leia também:

Há muito tempo isso é assunto de debate, porque as equipes questionam como isso poderia ser implementado, especialmente no que diz respeito às equipes apoiadas por montadoras.

As reuniões da próxima semana do Grupo de Estratégia e da Comissão da F1 em Londres verão algum progresso nesta frente.

"Há muito diálogo entre as equipes, a F1 e a FIA, especialmente no limite orçamentário", disse Abiteboul ao Motorsport.com. “Esse é um conjunto muito complexo de novas regulamentações e algo que não existia”.

“Todos os dias, todas as semanas, estamos fazendo progresso para resolver algumas das preocupações. No que diz respeito à Renault, porque pensamos que algo precisa ser seriamente feito para conter os custos para termos um ambiente competitivo na F1, estamos apoiando muito o teto orçamentário.”

“É a resposta perfeita? Talvez não. É a melhor resposta? Provavelmente.”

"É por isso que estamos trabalhando muito ativamente para tornar isso o mais robusto possível, e de acordo com o que será nossa avaliação no final, veremos se podemos ser a favor. Muitos progressos estão sendo feitos nesse sentido.”

Abiteboul disse que é importante que as decisões sejam tomadas em breve, para que as equipes e as fabricantes possam começar a planejar as mudanças – e de fato decidir se querem ou não assinar um novo Acordo de Concórdia e continuar no esporte.

“Acho que todos nós aceitamos que todos precisam ter algum tipo de clareza antes do verão. Para fazer isso, precisamos levar as coisas a sério, especialmente no lado financeiro.”

“Para mim, as três coisas que não podem esperar são a distribuição financeira, a forma como será a governança do esporte e o limite orçamentário. Qualquer coisa relacionada ao negócio e a sustentabilidade do modelo de negócios é importante, porque é isso que definirá se a F1 é ou não uma plataforma atraente e atraente para 2021.”

“Então, quase diria que o conjunto de regulamentações é secundário. Uma vez que o teto orçamentário é introduzido, então nós movemos a exposição para o custo dos regulamentos, e então eles podem definir quase qualquer regulamentação que eles queiram.

"Essa é a nossa opinião. É por isso que esse lado em particular é muito importante."

Abiteboul reconhece que não é fácil para a FIA apresentar soluções que satisfarão todas as equipes.

“Eu acho complexo. Eles tentam conciliar equipes que têm modelos de negócios diferentes, configurações muito distintas.”

"Agora parece que eles não querem incomodar ninguém. O risco e o perigo é que, ao fazer isso, acabam incomodando a todos. É por isso que acho que está demorando muito para encontrar algo que possa satisfazer a todos.”

"Eu posso entender o ponto deles. Mas acho que a principal coisa a fazer é garantir que a F1 seja forte e continue sendo atraente."

“Agora parece que eles estão com medo de perder uma equipe, duas equipes, três equipes. Eu acho que o que é realmente importante é que, em vez de ter que viver com medo, tornarmos a F1 uma plataforma que é atraente o suficiente para atrair equipes suficientes, para que você não seja resgatado por ninguém.”

Próximo artigo
Mercedes: Derrotar Ferrari mostra que potência da Honda é “enorme” agora

Artigo anterior

Mercedes: Derrotar Ferrari mostra que potência da Honda é “enorme” agora

Próximo artigo

Briatore: “Ferrari já começou com seu livro de desculpas”

Briatore: “Ferrari já começou com seu livro de desculpas”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Autor Adam Cooper