Rubinho relembra narração de Galvão em primeira vitória na F1: "Era para coroar meu momento maior"

Piloto elegeu a narração de Galvão de sua primeira vitória como a mais marcante

Rubinho relembra narração de Galvão em primeira vitória na F1: "Era para coroar meu momento maior"
Carregar reprodutor de áudio

"Capricha que hoje é o seu dia. Capricha que é o seu momento. O Brasil inteiro vibrando com você. E nós vamos ouvir o Tema da Vitória, que há sete anos não tocávamos". Há mais de 20 anos, ouvíamos Galvão Bueno narrando a épica vitória de Rubens Barrichello no GP da Alemanha, a primeira do brasileiro na Fórmula 1. Primeira e a mais marcante, segundo o próprio Rubinho, que completa 50 anos nesta segunda-feira.

Em 2020, o piloto brasileiro foi convidado pelo Motorsport.com para relembrar qual narração mais havia marcado sua carreira no automobilismo e, sem surpresas, Rubinho escolheu a de sua primeira vitória.

Leia também:

Nas voltas que antecederam a bandeira quadriculada, Galvão, visivelmente emocionado, era só elogios à Rubinho, falando sobre as críticas que o brasileiro havia enfrentado ao longo de sua carreira na F1.

"Capricha Rubinho, na ponta dos dedos que você merece. Ela teria que ser assim, depois de tanto tempo. Tantas e tantas vezes Barrichello namorou com a vitória. E ela teria que vir assim, dramática, com parada pra troca de pneus, com alucinado andando pela pista, com chuva, com ele com pneu de pista seca na chuva".

Em seu depoimento, Rubinho falou que, antes mesmo de ver a bandeira quadriculada, já ficava imaginando a narração de Galvão.

"Na última volta, eu ficava imaginando como que seria o Galvão narrando a minha primeira vitória e se teria a música [Tema da Vitória]. Então você se dedica mais ainda. E eu tinha que pensar muito porque a pista tava molhada".

"Mas eu me dediquei muito para que eu pudesse ver a minha corrida, a minha vitória, sendo narrada pela voz do Galvão e do Reginaldo naquele momento, que, pra mim, era muito especial. Era para coroar meu momento maior".

Uma curiosidade comentada pelo piloto é que ele só conseguiu assistir à corrida com a narração de Galvão muito depois, porque ele demorou para voltar ao Brasil.

"E demorou pra eu voltar para o Brasil. Naquela época não tinha como me mandarem a fita. Demorou pra eu chegar no Brasil e conseguir assistir. E eu tava ansioso por isso. Mais do que o troféu, do que a vitória, eu fiquei muito feliz ao ver a voz do Galvão mandando ver na minha vitória".

Drugovich abre o jogo sobre momentos capitais de sua carreira

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #178: Será o fim da linha para Vettel e Alonso na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Como a Red Bull quase se complicou na Espanha por causa das regras de combustível
Artigo anterior

F1: Como a Red Bull quase se complicou na Espanha por causa das regras de combustível

Próximo artigo

Análise F1: Hamilton realmente tinha ritmo para vencer GP da Espanha?

Análise F1: Hamilton realmente tinha ritmo para vencer GP da Espanha?