Fórmula 1
03 jul
-
05 jul
Evento encerrado
10 jul
-
12 jul
Treino Livre 3 em
07 Horas
:
00 Minutos
:
31 Segundos
R
GP da Hungria
17 jul
-
19 jul
Próximo evento em
5 dias
31 jul
-
02 ago
Próximo evento em
19 dias
R
GP de 70º aniversário
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
26 dias
28 ago
-
30 ago
Próximo evento em
47 dias
04 set
-
06 set
Próximo evento em
54 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
25 set
-
27 set
Próximo evento em
75 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
-
25 out
Próximo evento em
103 dias
R
GP do México
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
110 dias
13 nov
-
15 nov
Próximo evento em
124 dias
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
-
29 nov
Próximo evento em
138 dias

Sainz: relação com Verstappen é melhor do que as pessoas pensam

compartilhar
comentários
Sainz: relação com Verstappen é melhor do que as pessoas pensam
16 de nov de 2018 16:20

Primeiro parceiro de equipe de Max Verstappen na F1, Carlos Sainz destacou que tinha uma boa relação com o holandês e minimizou qualquer possibilidade de ter sido vetado na Red Bull em 2019.

Sainz competiu com Verstappen na Toro Rosso entre o começo de 2015 e as primeiras corridas de 2016, antes do holandês ser promovido ao time principal da Red Bull.

Os dois chegaram a ter momentos mais quentes na pista, como um não-cumprimento de ordem do holandês em Singapura-2015, ou um toque em Melbourne-2016.

Mesmo assim, Sainz destacou que sua relação com Verstappen foi tranquila. “Todos pensam que nós nos odiávamos, mas certamente isso não é verdade”, disse.

“Os fãs sempre perguntam sobre nossa relação, até mesmo meus amigos perguntam sobre isso. Nos divertimos muito e nos dávamos muito melhor do que as pessoas pensam. Éramos incrivelmente competitivos na pista, porque estávamos competindo pro nossas carreiras.”

Assim, Sainz não acredita que possa ter havido qualquer tipo de veto sobre uma transferência sua para a Red Bull no futuro.

Quando Daniel Ricciardo anunciou que assumiria seu lugar na Renault em 2019, Sainz se tornou um candidato natural à vaga no time principal da Red Bull. Contudo, o escolhido foi Pierre Gasly, que tem apenas uma temporada na Toro Rosso.

Questionado sobre um possível veto, ele disse: “Não sei, mas diria que não. Não acho que os pilotos tenham um efeito nisso.”

“É uma pergunta muito difícil que você poderia ter feito a ele, mas acho que, como nos damos bem e temos uma rivalidade, claro, não acho que ele chegaria a Helmut [Marko, consultor da Red Bull] e Christian [Horner, chefe] e dizer: não quero Carlos.”

“A partir do momento que você diz isso, você soa fraco. Se você vai a um chefe e diz que não quer alguém como parceiro, você já soa fraco. Segundo, não acho que ele tenha dito isso.”

Sainz, então, irá para a McLaren em 2019 e será parceiro de Lando Norris.

Próximo artigo
Hakkinen explica foto de voo com McLaren na Austrália

Artigo anterior

Hakkinen explica foto de voo com McLaren na Austrália

Próximo artigo

F1 se diz pronta para abandonar corridas "pouco atraentes"

F1 se diz pronta para abandonar corridas "pouco atraentes"
Carregar comentários