Sem se sentir novato, Ocon não vê rivalidade com Wehrlein

Prestes a estrear na Fórmula 1, piloto francês descarta pressão por bons resultados em início de carreira

Esteban Ocon, Manor Racing

XPB Images

Esteban Ocon, Manor Racing
Esteban Ocon, Manor Racing
Esteban Ocon, Manor Racing
Esteban Ocon, Manor Racing
Esteban Ocon, Manor Racing

Para o francês Esteban Ocon, correr ao lado do alemão Pascal Wehrlein neste final de semana em Spa-Francorchamps pela equipe Manor não lhe trará pressão a mais. Ambos são membros do programa de pilotos da Mercedes, com Ocon chegando à Fórmula 1 após correr pelo DTM no time da montadora alemã nesta temporada.

"Isso não me dá pressão extra", disse Ocon.

"Estou feliz de estar aqui, e vou aproveitar ao máximo o que posso fazer. Estou ansioso para fazer um bom trabalho. Vou me focar em mim e ter a referência de Pascal (Wehrlein). Vai ser ótimo ter um referencial.”

"Mas eu não vejo uma grande rivalidade. Ele é um grande piloto e com certeza vai ser rápido, mas eu preciso trabalhar em mim mesmo e fazer um trabalho normal como eu fiz nas categorias anteriores."

Ele também negou que enxerga como vital ser muito veloz rapidamente para garantir uma vaga no próximo ano na F1.

"Vital? Eu não penso assim. Mas o meu objetivo é encontrar esta velocidade, é claro. Eu não quero andar atrás e ficar lá. Preciso melhorar tão rápido quanto possível, e temos várias sessões de treinos para chegar à velocidade. Eu vou ver como vai ser, mas eu não estou preocupado."

"Eu estou chegando aqui com uma abordagem de aprender no momento. Sou novo no carro, não o conheço. Preciso alinhar meu estilo de pilotagem em relação a ele."

Ocon, que andou com a Renault em algumas sessões de treinos e para a Mercedes em testes, disse que não se sente um novato.

"Claro que não, eu tive uma boa preparação definitivamente", disse ele.

"Eu acho que há muitos treinos e pneus para que eu possa chegar à velocidade. Então, espero ter essa velocidade até a classificação. Preciso aprender o máximo do que Pascal estiver fazendo.”

"Ele é um piloto rápido. Ele tem sido muito rápido desde o início da temporada, então eu preciso aprender o máximo que puder com ele."

Reportagem adicional Jonathan Noble

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Rosberg não vê pressão extra apesar de punição a Hamilton
Próximo artigo Magnussen não vai esperar muito por decisão da Renault

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil