“Uso de tokens não reduz custos da F1”, diz chefe da Toro Rosso

Franz Tost quer que FIA dê mais liberdade às fábricas para igualar as unidades motrizes e trazer mais competitividade

“Uso de tokens não reduz custos da F1”, diz chefe da Toro Rosso
Franz Tost, Scuderia Toro Rosso Team Principal com Rob White, Renault Sport Deputy Managing Director,
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W06
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W06
Kimi Raikkonen, Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T
Kimi Raikkonen, Ferrari SF15-T

Com as unidades de potência da Mercedes dominando a Fórmula 1 no último ano e meio, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, espera que a FIA reveja os regulamentos técnicos.

Quando perguntado o que precisa mudar na F1 para torná-la melhor, ele falou à Autosport: "O que as pessoas querem ver? Brigas, ultrapassagens e diferentes equipes lutando pelo campeonato.”

"Como isso pode ser alcançado? Só se tiver paridade nas unidades de potência. Atualmente há uma unidade de potência à frente e muito longe do resto. E com os nossos regulamentos, com os tokens, os outros fabricantes de motor não estão autorizados a desenvolver como querem.”

"Se alguém está tão à frente e os outros não estão autorizados a desenvolver, nunca vamos ter igualdade.”

"A igualdade, no meu ver, é um dos temas-chave para garantir corridas interessantes. Porque se Mercedes, Ferrari, Red Bull e McLaren estiverem lutando pelo campeonato chegando às últimas duas ou três corridas, as pessoas se interessariam.”

"Mas atualmente as pessoas não estão interessadas, porque sabem o resultado de antemão. Então, para mim o desenvolvimento dos motores deveria ser livre."

Para Tost, o sistema de tokens não tem tido sucesso em ajudar os fabricantes a reduzir os custos de desenvolvimento motor.

"A razão pela qual nós instituímos tokens é reduzir custos, mas no final ficou mais caro", acrescentou.

"Se você está na frente, já investiu o dinheiro, mas se você não está na frente, você tem que investir esse dinheiro mais tarde – o que é muito mais difícil por causa dos regulamentos. Você é forçado a encontrar um caminho, o que se torna complicado no final."

"Pessoalmente, preferiria uma especificação de motor apenas, mas perderíamos os fabricantes, e eles são importantes para a imagem da Fórmula 1."

"Espero que mais fabricantes entrem, mas temos de dar a eles a possibilidade de chegar em um bom nível e diminuir a diferença depois. Você não pode fazer isso com este regulamento atual, onde só estamos autorizados a desenvolver mediante a um certo número de tokens."

compartilhar
comentários
Momento de reverência na selva: hoje é aniversário do "Leão"
Artigo anterior

Momento de reverência na selva: hoje é aniversário do "Leão"

Próximo artigo

Tal pai, tal filho: confira lista de famílias que colocaram duas gerações na F1

Tal pai, tal filho: confira lista de famílias que colocaram duas gerações na F1
Carregar comentários