Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
45 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
52 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
66 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
80 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
94 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
101 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
115 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
129 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
136 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
150 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
157 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
171 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
185 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
213 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
220 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
234 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
241 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
255 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
269 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
276 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
290 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
304 dias

Sauber: equipes de ponta, não de meio de grid, são nossas referências

compartilhar
comentários
Sauber: equipes de ponta, não de meio de grid, são nossas referências
Por:
28 de jan de 2019 18:23

Equipe acredita que pode brigar contra os maiores times da F1 depois de melhorar mais do que qualquer outro na temporada 2018, diz chefe da equipe, Frederic Vasseur

Depois de marcar apenas cinco pontos em 2017 com um carro de motor Ferrari um ano atrasado, a Sauber somou 48 em 2018 para terminar em oitavo no campeonato de construtores.

Ela finalizou a temporada com mais progressos do que qualquer um dos seus rivais a partir do final da temporada de 2017.

O chefe da equipe, Frederic Vasseur, disse que não tentou colocar expectativas em 2018, dado o quão longe ela estava.

"Não éramos nada, então tivemos que melhorar em todos os departamentos", disse Vasseur ao Motorsport.com.

“A razão pela qual estávamos indo bem na pista também foi devido aos outros, a Williams com mais problemas do que o esperado, a McLaren.”

“Minhas referências são mais as diferenças entre as equipes principais.”

"É a melhor maneira de monitorar o que estamos fazendo, porque eles têm grandes recursos e, se conseguirmos manter a mesma diferença, isso significa que estamos melhorando.”

“Mas estamos diminuindo a diferença imensamente em comparação ao ano passado.”

Medindo o progresso das equipes

Aplicar o conceito de "supertime" nos permite usar o método desejado de porcentagens de Vasseur para comparar as 10 equipes na F1.

A análise do “supertime” envolve tirar a volta mais rápida de cada equipe de cada final de semana e aplicá-la como uma porcentagem do tempo do mais rápido possível.

Comparando o supertime total de todos os times de 2017 a 2018, revela-se o progresso que a Sauber fez em relação aos seus rivais, melhorando de 104,129% para 102,603%.

Isso foi quase o dobro do progresso do segundo colocado, a Haas.

Equipe

Supertime 2017

Supertime 2018

Ganho/Perda

Sauber

104.129

102.603

-1.526

Haas

102.858

101.970

-0.888

Red Bull

100.958

100.797

-0.161

Renault

102.186

102.137

-0.049

Ferrari

100.263

100.237

-0.026

Force India

102.199

102.207

0.008

Mercedes

100.085

100.119

0.034

Toro Rosso

102.730

102.805

0.075

McLaren

102.510

102.923

0.413

Williams

102.524

103.606

1.082

A Sauber foi apontada como a equipe a ser vista em 2019 pelo piloto da Racing Point, Sergio Pérez, enquanto Carlos Sainz Jr, da McLaren, disse que deve ser "temida".

Vasseur admitiu que o estado em que a Sauber estava quando assumiu, em meados de 2017, tornou mais fácil conseguir grandes ganhos, e espera que o próximo passo seja muito mais difícil.

"Eu não quero ser negativo porque não é o humor da equipe, mas é muito mais fácil melhorar quando você está com quatro segundos atrás do que quando você está lutando por décimos", disse Vasseur.

"Acho que o próximo passo será, de longe, o mais difícil. É a mesma história da Renault", Vasseur foi o diretor da equipe em 2016.

“Quando entrei no time, eles estavam mais ou menos atrás. Chegar em sexto ou quinto, com seus recursos era uma coisa.”

“Pegar as melhores equipes, é outra.”

Próximo artigo
Webber se diz “nervoso” por retorno de Kubica à F1

Artigo anterior

Webber se diz “nervoso” por retorno de Kubica à F1

Próximo artigo

Button: Leclerc poderá aumentar pressão sobre futuro de Vettel

Button: Leclerc poderá aumentar pressão sobre futuro de Vettel
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Sauber
Autor Scott Mitchell