Verstappen: Red Bull "não está forte" para vencer corridas

Max Verstappen reconhece que RB13 ainda não é veloz o suficiente para desafiar Mercedes e Ferrari no início da temporada 2017 da Fórmula 1

Verstappen: Red Bull "não está forte" para vencer corridas
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Max Verstappen, Red Bull Racing with the media
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Carregar reprodutor de áudio

Max Verstappen não crê que briga por vitória no GP da Austrália, que abre a temporada 2017 da Fórmula 1. O RB13 foi o quarto carro mais veloz da pré-temporada da categoria, atrás da Ferrari, Mercedes e da Williams.

Espera-se que a Red Bull melhore e supere o time de Grove em Melbourne, mas Verstappen não acredita que o time austríaco seja capaz de brigar com Ferrari e Mercedes pelo triunfo no Albert Park.

"Ainda precisamos esperar para ver em que nível estamos. Pessoalmente, não acho que sejamos capazes de brigar pela vitória no momento. Muita coisa pode mudar durante o campeonato, mas a Red Bull ainda não está forte o suficiente para vencer corridas", disse Verstappen ao diário holandês De Telegraaf.

Falando sobre as expectativas para Melbourne, Verstappen diz que a Red Bull só terá uma noção exata de qual é a performance real do carro durante a classificação. Entretanto, o holandês admite que não pensa na pole position. Além disso, o piloto espera que a equipe repita a campanha de 2016, quando evoluiu e superou a Ferrari no Mundial de Construtores, terminando como vice-campeã.

"A Ferrari deu um passo à frente em relação ao ano passado, isso está claro", afirmou Verstappen ao site pessoal. "A Mercedes sempre está ali - acho que eles esconderam um pouco o jogo, foi assim nos anos anteriores."

"Após a classificação na Austrália, saberemos qual é nossa performance real. Mas não vamos para lá com a ideia de que podemos conquistar a pole."

"No momento, creio que tanto Ferrari como Mercedes estarão à nossa frente. Espero, porém, que sejamos capazes de melhorar, como aconteceu em 2016. Podemos fazer mais neste ano, mas precisamos trabalhar duro para que isso aconteça", completou.

Reportagem adicional por Tim Gerth

compartilhar
comentários
Coulthard diz que Hamilton pode seguir Rosberg e deixar F1
Artigo anterior

Coulthard diz que Hamilton pode seguir Rosberg e deixar F1

Próximo artigo

VÍDEO: Treinando para Melbourne, Mercedes faz pit em 1s8

VÍDEO: Treinando para Melbourne, Mercedes faz pit em 1s8
Carregar comentários