Wehrlein admite surpresa com forma física em retorno à F1

Alemão diz que ficou satisfeito com suas condições no GP do Bahrein e admite que críticas que recebeu o abalaram

Wehrlein admite surpresa com forma física em retorno à F1
Pascal Wehrlein, Sauber
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari
Pascal Wehrlein, Sauber
Pascal Wehrlein, Sauber C36
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-17, Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12, Marcus Ericsson, Sauber C36
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, battles with team mate Marcus Ericsson, Sauber C36
Fernando Alonso, McLaren MCL32, Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-17, Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari, Daniil Kvyat, Scuderia Toro Rosso STR12, Marcus Ericsson, Sauber C36
Pascal Wehrlein, Sauber
Pascal Wehrlein, Sauber C36-Ferrari

Pascal Wehrlein disse ter ficado surpreso com sua boa condição física após ter terminado em 11º em seu retorno à F1, no GP do Bahrein, assim como também revelou as primeiras imagens de sua recuperação.

O piloto de 22 anos ficou de fora das duas primeiras corridas da temporada por estar fora de forma. Seu treinamento físico foi comprometido após ter sofrido uma fratura em três vértebras em um acidente em janeiro, na Corrida dos Campeões. 

 

Wehrlein acredita que o treinamento extra que pode fazer ao perder o GP da China, na semana passada, foi importante para a melhora de sua condição física.

“Fiquei surpreso com o quão bom que foi”, disse, ao ser questionado pelo Motorsport.com sobre suas condições durante a corrida. “Mas é o que poderíamos esperar, porque a minha força foi embora, mas está voltando rapidamente.”

“Pude ver uma grande mudança nessas duas últimas semanas de treino, e, no geral, estou muito feliz. A corrida foi ótima em termos de performance e estou muito feliz voltar dessa forma. Foi como se eu não tivesse ficado de fora.”

Apesar de não ter enfrentado problemas durante a corrida, nem mesmo em seus momentos finais, quando precisou defender a posição contra Daniil Kvyat, Wehrlein disse que sentiu dor.

“Em termos de condicionamento físico, estou bem. O que eu sinto é dor nas costas, claro, após uma longa corrida. Estou bastante cansado, mas acho que todos estão pelo calor.”

O impacto das críticas

Wehrlein também acredita que o fim de semana do GP do Bahrein foi importante psicologicamente após as críticas que recebeu por ter ficado de fora de duas corridas. Ele admite que alguns dos comentários feitos tiveram impacto.

“Mentalmente foi um ótimo fim de semana. Sei o que posso fazer e sei que posso ser rápido, mas as três últimas semanas foram realmente difíceis para mim.”

“Ouvi alguns comentários malucos de outras pessoas sobre mim, sobre o que eu deveria fazer e o que eles fariam no meu lugar, mesmo que ninguém saiba como estava a minha situação. A melhor resposta foi mostrar performance na pista e voltar desse jeito. Voltei como se eu não tivesse ficado afastado.”

Mesmo que tenha tido uma boa performance em seu retorno, Wehrlein não tem dúvidas de que não teria conseguido participar do GP da Austrália devido à forma física que tinha naquele momento.

O alemão abandonou o fim de semana depois de andar nos treinos de sexta-feira, sendo substituído por Antonio Giovinazzi – que também correu em seu lugar no GP da China, duas semanas depois.

“Em Melbourne não era possível guiar. Eu não estava lá em condições físicas. Era cedo demais, apenas oito semanas após minhas vértebras quebradas. Eu não pude me mexer por cinco semanas, então eu ainda estava me recuperando do acidente”, disse.

compartilhar
comentários
Brilho na pista e polêmicas fora: a trajetória de Verstappen
Artigo anterior

Brilho na pista e polêmicas fora: a trajetória de Verstappen

Próximo artigo

Vettel comanda melhor início da Ferrari desde Schumacher

Vettel comanda melhor início da Ferrari desde Schumacher
Carregar comentários