Williams quebra recorde de velocidade histórico em Baku

Time britânico igualou pit mais rápido da história e atingiu extraoficialmente maior velocidade já registrada por um F1 em um fim de semana de GP

Williams quebra recorde de velocidade histórico em Baku
Valtteri Bottas, Williams FW38, comes in for a pit stop
Valtteri Bottas, Williams FW38
Valtteri Bottas, Williams FW38
Valtteri Bottas, Williams FW38
Valtteri Bottas, Williams FW38
Carregar reprodutor de áudio

Mesmo com um final de semana apenas regular nos resultados finais, a Williams quebrou recordes históricos no GP da Europa deste último final de semana, disputado no circuito de rua de Baku, no Azerbaijão.

Dentro da pista, o time viu Valtteri Bottas alcançar a velocidade de 378 km/h durante a classificação. Com o motor Mercedes empurrando e com um vácuo de Max Verstappen, o finlandês se aproveitou da reta de 2,1 km para entrar para a história como o piloto mais rápido em um F1 durante uma sessão oficial em um final de semana de GP.

O espantoso é que o arquiteto da pista, Hermann Tilke, havia estimado que os carros chegariam apenas à velocidade de 340 km/h.

Ainda assim, por ora o recorde não foi oficializado. O oficial por enquanto continua sendo o de Juan Pablo Montoya em Monza no ano de 2005, 372.6 km/h.

Outro recorde de velocidade quebrado pela Williams foi no início do GP, na primeira parada do brasileiro Felipe Massa. O piloto do carro 19 teve seus pneus trocados em assombrosos 1s92, igualando o melhor pit stop da história, feito pela equipe Red Bull no GP dos EUA de 2013.

compartilhar
comentários
Para Wolff, F1 deveria repensar as restrições de rádio
Artigo anterior

Para Wolff, F1 deveria repensar as restrições de rádio

Próximo artigo

Ultramacios dominam seleção de pneus para GP da Áustria

Ultramacios dominam seleção de pneus para GP da Áustria