Wolff cobra Hamilton: "regras devem ser obedecidas"

compartilhar
comentários
Wolff cobra Hamilton: "regras devem ser obedecidas"
Por:
Traduzido por: Gabriel Carvalho

Toto Wolff diz que receio de que a Ferrari pudesse roubar vitória da Mercedes em Abu Dhabi motivou time a cobrar Lewis Hamilton; desobediência não agradou chefe do time germânico

Race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 celebrates
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1, celebrates in Parc Ferme after finishing in second position and winning the championship with team mate Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid, Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Podium: race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid, second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Second placed Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid celebrates his World Championship at the end of the race

No final do GP de Abu Dhabi, realizado neste domingo (27), Lewis Hamilton foi cobrado algumas vezes para aumentar o ritmo de corrida e evitar a aproximação dos rivais de Red Bull e Ferrari - especialmente Sebastian Vettel, que vinha com os pneus supermacios.

Tanto o engenheiro do britânico quanto o diretor técnico da Mercedes, Paddy Lowe, cobraram Hamilton, que ignorou as ordens do time e tentou segurar os adversários para que eles superassem Nico Rosberg. No entanto, o alemão terminou em segundo e conquistou o primeiro título da carreira na F1.

De qualquer forma, a desobediência de Hamilton não deixou Toto Wolff, chefe da Mercedes, muito feliz. "Eu estava em uma situação um tanto quanto confusa. Temos nosso controle rígido, um líder no time e regras que devem ser obedecidas - foi assim que chegamos até aqui", disse o dirigente à rede de TV britânica Sky Sports.

“Há o piloto dentro de mim e eu me questionei sobre o que teria feito. Hamilton tinha duas situações: disparar na frente, mostrando que é o melhor piloto e poderia ter sido campeão. Ou ele poderia ter segurado Nico, que foi o que ele decidiu fazer. Eu fiquei dividido entre as duas", afirmou.

“Teria vindo à minha mente segurar, como outros também pensaram nisso. Christian (Horner) teve a mesma ideia antes do final de semana e Lewis seguiu o pensamento dele, então talvez ele queira pilotar para a Red Bull! Como você pode ver, fui de um lado a outro nesta questão", acrescentou.

“Nico se manteve calmo mesmo com toda a pressão. Talvez ele pudesse ter tentado uma ultrapassagem e mudado o jogo. Sei que é complicado ter uma solução para todos os problemas", destacou.

Questionado sobre os motivos que levaram a Mercedes a interferir na tática de Hamilton, Wolff respondeu: "Poderíamos deixar os dois disputarem sem nenhuma regra, mas teríamos vencido menos corridas e menos campeonatos, pois há outros caras espertos no pitwall", disse.

“Há uma filosofia que seguimos nos últimos anos, que é: não interferiremos, contanto que possamos garantir a vitória na corrida. Aqui, tivemos uma situação em que consideramos que a derrota estava a caminho, pois Lewis começou a reduzir demais o ritmo", afirmou.

“Por isso decidimos intervir, mas ele decidiu nos ignorar. Então há mais um elemento: isso pode ser um precedente para o futuro? Precisamos esclarecer isso, mas antes de mais nada precisamos celebrar. 19 vitórias e um novo campeão mundial, além do grande espírito dentro da equipe", completou.

Festa de Rosberg e adeus de Massa: imagens do domingo

Artigo anterior

Festa de Rosberg e adeus de Massa: imagens do domingo

Próximo artigo

Rosberg: derrota nos EUA em 2015 foi estímulo para título

Rosberg: derrota nos EUA em 2015 foi estímulo para título
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Abu Dhabi
Localização Yas Marina Circuit
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Autor Charles Bradley