Di Grassi lamenta falta de pontos de ultrapassagem em Mônaco

Começando e terminando ePrix de Mônaco na segunda posição, brasileiro analisou desempenho na prova do principado deste sábado

Di Grassi lamenta falta de pontos de ultrapassagem em Mônaco
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team, leads Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport, leads Daniel Abt, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Carregar reprodutor de áudio

Lucas di Grassi bem que tentou, mas não conseguiu superar o domínio de Sébastien Buemi no ePrix deste sábado, realizado em Mônaco. O brasileiro conseguiu a segunda colocação na classificação e acabou mantendo a mesma posição ao receber a bandeira quadriculada.

Ao término da prova, o piloto da Audi comentou seu desempenho, lamentou a falta de pontos de ultrapassagem do principado e exaltou a competência do suíço.

"Tivemos outra grande luta hoje, tanto na classificação, como na corrida. Com o carro que tínhamos era possível vencer a Renault", disse Lucas.

"Infelizmente, o circuito praticamente não oferece nenhum ponto de ultrapassagem. Além disso, Séb é um piloto forte e experiente, mas se tivesse deixado alguma abertura, por menor que fosse, sem dúvida eu teria me lançado ao ataque."

"Na primeira metade da corrida o ritmo não estava tão bom, mas estávamos economizando muito mais energia. Já na segunda parte eu estava tentando acompanha-lo de perto. Eu tinha um por cento a mais de energia que ele, então eu sabia que se eu tivesse a estratégia correta eu poderia ataca-lo no final."

"O problema é que aqui em Mônaco não há pontos de ultrapassagem e se você é um cara experiente como o Seb, você vai saber fechar a porta. Além disso, eu jamais buscaria um espaço onde não dá para ultrapassar, sob o risco de comprometer toda a corrida."

"Se ele tivesse deixado alguma porta aberta, ou se alguma das retas tivesse mais de 360 metros de comprimento, com certeza eu teria tentado com mais veemência", afirmou.

Após a etapa, Buemi permanece na liderança do campeonato, com 104 pontos. Di Grassi aparece na segunda posição, com 89. A briga neste momento parece polarizada entre os dois, já que a terceira colocação é de Nicolas Prost, com 47.

O próximo ePrix acontece já no próximo fim de semana, em Paris.

compartilhar
comentários
4º em Mônaco, Nelsinho destaca corrida "olhando no espelho"
Artigo anterior

4º em Mônaco, Nelsinho destaca corrida "olhando no espelho"

Próximo artigo

Vergne é dúvida para prova em Paris após toque com Nelsinho

Vergne é dúvida para prova em Paris após toque com Nelsinho