F-E: Roma e Valência viram rodadas duplas e Marraquexe deve sair do calendário

Mudanças no calendário são causadas pelo impacto da pandemia ao redor do mundo

F-E: Roma e Valência viram rodadas duplas e Marraquexe deve sair do calendário

Com menos de duas semanas para o ePrix de Roma, a Fórmula E anunciou alterações no calendário da temporada 2021. Agora, a etapa na capital italiana e a seguinte, no Circuito Ricardo Tormo, em Valência, serão rodadas duplas, enquanto, segundo apuração do Motorpsort.com, Marraquexe deve ser removido do cronograma.

Agora, o ePrix de Roma, que terá um novo traçado na capital italiana, passa a ser realizado nos dias 10 e 11 de abril.

Leia também:

Um comunicado da categoria explica que a F-E "continua monitorando a situação da pandemia da Covid-19 e está em comunicação constante com sua comunidade de equipes, montadoras, parceiras, transmissoras e sedes".

Os organizadores insistem que a etapa de Roma será realizada, apesar do país estar enfrentando um lockdown nacional, com a situação sendo complicada pela limitação na quantidade de vacinas disponíveis.

Em 15 de março, Roma suspendeu o uso da vacina da AstraZeneca junto com França, Alemanha e Espanha, devido a preocupações com a possível formação de coágulos. 

A edição de 2020 do ePrix de Roma foi cancelado devido à pandemia, mas foi incluído no calendário de 2021 desde a sua primeira versão, lançada em junho do ano passado. Mas a versão completa do cronograma foi suspensa devido à nova evolução da pandemia no final do ano, com a categoria optando por divulgar novas provas em lotes.

Enquanto o calendário estava suspenso no ano passado, o Conselho de Roma concordou com uma extensão de cinco anos com a F-E, mantendo a prova até pelo menos 2025. 

Já o inaugural ePrix de Valência será a primeira etapa da categoria em território espanhol, apesar do Circuito Ricardo Tormo ser o tradicional palco da pré-temporada. A rodada dupla no local será realizada em 24 e 25 de abril.

Segundo a F-E, novas mudanças no calendário "dependem das restrições de viagem, além dos protocolos dos governos, e estão sujeitos à aprovação do Conselho da FIA". Mas o Motorsport.com apurou que essa atualização no calendário se deve, em parte, pelo cancelamento do ePrix de Marraquexe, que seria a quinta etapa da temporada, marcada para 22 de maio.

A prova no Marrocos não estava no calendário inicial de 2021, mas acabou sendo trazida de volta para aumentar a lista de provas, apesar de não ser uma das favoritas da organização. Segundo Alberto Longo, cofundador da F-E, um dos motivos para a volta de Marraquexe era a possibilidade da corrida acontecer com a presença do público.

Uma nova leva de corridas para 2021 devem ser confirmadas logo, segundo o comunicado da categoria. O ePrix de Mônaco, que passará a usar o traçado tradicional do circuito, será realizado em 08 de maio, com a organização já preparando a pista para o evento.

Ainda resta uma rodada dupla em Santiago, nos dias 05 e 06 de junho, mas o Chile segue na lista vermelha do Reino Unido, o que significa que todos que passem pelo país precisam fazer uma quarentena de dez dias no retorno. Por isso, a categoria não descarta fazer mais corridas nas Américas, em países como México e Estados Unidos.

Pascal Wehrlein, TAG Heuer Porsche, Porsche 99X Electric

Pascal Wehrlein, TAG Heuer Porsche, Porsche 99X Electric

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

Porsche confirma permanência no grid durante era do Gen3

Após Mahindra, DS e Nissan, a montadora alemã confirmou nesta semana que assinou o contrato com a F-E garantindo sua participação a partir da temporada 2022-23, quando o Gen3, novo modelo de carro, será introduzido, ficando em vigor por quatro anos.

Fritz Enzinger, vice-presidente da Porsche Motorsport, disse: "Com nossa entrada em 2019, fizemos um compromisso claro com a Fórmula E. Do nosso ponto de vista, oferece o ambiente mais competitivo para avançarmos no desenvolvimento de veículos de alta performance com foco na sustentabilidade e eficiência energética".

Esse compromisso vem apesar da montadora alemã colocar recentemente um grande investimento no desenvolvimento de combustíveis sintéticos.

O Gen3, que será introduzido na temporada 2022-23, marcará a chegada dos rápidos pitstops de recarga de até 600 kW. A potência do carro também subirá para 350 kW, o equivalente a 470 bhp, enquanto as baterias serão mais leves e os carros terão dimensões menores, com uma redução total de peso de 120 kg.

As montadoras tem até 31 de março para assinar com a F-E para o Gen3, mas foi apurado que o prazo não será tão rígido, com a categoria buscando manter sua média de 12 equipes no grid. A Mercedes deve anunciar sua permanência logo, com as operações em Brackley passando por uma reestruturação para acomodar a equipe da F-E.

Verstappen mostra força e domina treinos; McLaren e Mercedes vêm na sequência | SEXTA-LIVRE

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

compartilhar
comentários
F-E: Nissan confirma que segue no grid durante era do Gen3

Artigo anterior

F-E: Nissan confirma que segue no grid durante era do Gen3

Próximo artigo

F-E: Mercedes atrasa assinatura de permanência na era Gen3 por "clarificação"

F-E: Mercedes atrasa assinatura de permanência na era Gen3 por "clarificação"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Matt Kew