No México, Wehrlein vence e faz 1-2 com Lotterer para Porsche, que vence a 1ª na F-E

Brasileiro Lucas di Grassi, da Venturi, terminou em oitavo, mas foi punido e perdeu posições, enquanto compatriota Sérgio Sette Câmara foi 20º com a Dragon

No México, Wehrlein vence e faz 1-2 com Lotterer para Porsche, que vence a 1ª na F-E
Carregar reprodutor de áudio

Após cravar a pole do ePrix do México da Fórmula E, Pascal Wehrlein confirmou a vitória na corrida deste sábado no Autódromo Hermanos Rodríguez. O alemão ex-F1 chegou à frente do compatriota Andre Lotterer, garantindo uma dobradinha para a equipe Porsche, que venceu sua primeira na F-E.

O editor recomenda:

A corrida

Na largada, Wehrlein fechou a porta para a Venturi do ítalo-suíço Edoardo Mortara, que partiu para cima, mas não conseguiu assumir a ponta após saltar bem do segundo posto. No meio do pelotão, di Grassi saltou bem e saiu de 14º para 11º. Pouco depois do começo da corrida, o britânico Alexander Sims, da Mahindra, teve problemas e abandonou, mas sem impactar muito a prova, rapidamente normalizada na sequência de uma breve bandeira amarela:

 

Após bandeira verde, o campeão em exercício Nyck de Vries, holandês da Mercedes, foi ultrapassado pelo compatriota Robin Frijns, da Envision -- antiga Virgin --, perdendo o sexto lugar. Na sequência, quem ganhou um posto foi Mortara, que passou o líder Wehrlein usando o modo ataque. Veja:

 

O mesmo foi feito por Jean-Éric Vergne, que despachou seu ex-companheiro de Techeetah Lotterer. Atual parceiro do francês, António Félix da Costa, de Portugal, também passou, subindo para quarto e 'rebaixando' o germânico a quinto.

Na sequência, Vergne ultrapassou Wehrlein, que caiu para terceiro. Assim, o único bicampeão da F-E ascendeu a segundo e começou a buscar Mortara. Depois, da Costa teve pequena avaria (abaixo) na carenagem e perdeu posição para Lotterer, caindo para quinto. Após, para sexto, passado por Frijns.

 

A cerca de 15 minutos do fim do ePrix -- que agora dura 45 minutos mais uma volta --, Vergne perdeu rendimento e foi passado por Wehrlein, Lotterer e Frijns, caindo para quinto, à frente de da Costa.

 

Logo depois, foi a vez de a dupla da Porsche, liderada por Wehrlein, ultrapassar o então ponteiro Mortara, colocando o rival da Venturi em terceiro. O momento da dupla ultrapassagem você confere abaixo:

 

Já no trecho final do ePrix mexicano, Mortara também foi passado por Frijns, caindo para quarto e entrando na mira de Vergne. No fim, o francês passou Mortara e Frijns. Félix da Costa passou os últimos dois e subiu para quarto, enquanto Wehrlein venceu.

Entre os brasileiros, di Grassi foi oitavo e inicialmente somou o ponto extra pela volta mais rápida, mas acabou tendo 5s acrescidos ao seu tempo de prova por causar uma colisão com o alemão Max Gunther, da Nissan, e caiu para 12º, de modo que perdeu a bonificação. Sette Câmara foi 20º.

Veja o resultado completo do ePrix no tweet abaixo:

 

ASTON MARTIN: Carro 'DE VERDADE', diretoria ESTELAR, Vettel CABELUDO e a busca pela REDENÇÃO na F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #161: O que aprovamos e reprovamos para temporada 2022 da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Fórmula E: Wehrlein bate Mortara e é pole no México; di Grassi é 14º e Sette Câmara 20º
Artigo anterior

Fórmula E: Wehrlein bate Mortara e é pole no México; di Grassi é 14º e Sette Câmara 20º

Próximo artigo

Fórmula E: di Grassi critica "manobra muito suja" de de Vries no México

Fórmula E: di Grassi critica "manobra muito suja" de de Vries no México