Geral Notícias

Agag fecha importante patrocínio saudita para Fórmula E, Extreme E e E1

Cofundador da F-E acredita que esse aporte será fundamental para garantir o futuro da Extreme E e da E1

Pascal Wehrlein, Porsche, Porsche 99X Electric Gen3, Sebastien Buemi, Envision Racing, Jaguar I-TYPE 6, Mitch Evans, Jaguar Racing, Jaguar I-TYPE 6, Nick Cassidy, Jaguar TCS Racing, Jaguar I-TYPE 6, Jake Hughes, McLaren, e-4ORCE 04, the rest of the field at the start

Alejandro Agag, pioneiro no automobilismo elétrico, anunciou um acordo de patrocínio com o Fundo Público de Investimentos Saudita (PIF, em inglês), que impulsionará a ABB Fórmula E, provendo ainda estabilidade para a Extreme E e a E1, categoria de barcos.

A PIF chama esse programa de Electric 360, refletindo a cobertura das três categorias. Nenhum valor foi anunciado para o acordo, mas fontes dizem ser plurianual e no valor de milhões de dólares. Além de um branding proeminente do PIF, haverão também ativações nas etapas dos três campeonatos.

Leia também:

As ativações são focadas em educação, com foco nos sauditas em seu próprio país, além das corridas nos países visitados. Haverá um programa de eventos de liderança pensados ao redor de mobilidade sustentável, iniciativas de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) globais e programas comunitários de aprendizagem.

Falando com exclusividade ao Motorsport.com, Agag disse que, apesar da F-E estar correndo na Arábia Saudita desde 2018, a ideia para o patrocínio da Electric 360 é recente, de apenas seis meses.

Photo by: Andrew Ferraro / Motorsport Images

"Isso é enorme para nós", disse Agag. "Isso nos dá muita estabilidade e apoio, especialmente para os dois projetos menores, porque a F-E já é muito forte. Mas para a Extreme E e a E1 ter um parceiro como esse os apoiando torna os campeonatos mais viáveis, mais seguros para o futuro. É muito difícil montar campeonatos duradouros. E fizemos isso até agora, não somente com um, mas com três. E esse tipo de parceria "360", espero que não seja o único do tipo que faremos. Para os parceiros, é uma grande ideia apoiar o automobilismo elétrico ao longo de todo o espectro.

A Arábia Saudita vem investindo pesado no esporte nos últimos cinco anos, como parte do projeto Visão 2030, para diversificar para além de sua dependência do petróleo, que representa 40% do PIB do país. No momento, é a segunda maior produtora do mundo após os EUA.

Com isso, grandes eventos mundiais do automobilismo passaram a visitar a Arábia, além de lutas importantes de boxe e MMA e do investimento pesado na liga saudita de futebol. O investimento também vai para além do país com o golfe no Projeto LIV e o Newcastle United na Premier Legue. Agag acredita que os motivos para essa entrada agressiva no esporte não são completamente compreendidas pelos críticos fora do país, que acreditam que o motivo seja melhorar a imagem da Arábia para o exterior.

"Acho que a ambição deles com o esporte pode ser definida em duas palavras. É muito ambicioso, mas também muito racional. Então, seguindo um esquema racional de crescimento, eles querem estar em diferentes esportes. E também querem que os esportes deem algo para o país. O príncipe disse em entrevista à Fox há alguns meses que o esporte já adicionou 1% ao PIB do país, com o objetivo de colocar mais 1,5%.

"Acho que as pessoas estão erradas quando dizem que esses investimentos no esporte são para melhorar sua imagem ou algo assim. Eles querem trazer o melhor show para seu próprio pessoal em casa. Eles querem trazer as lutas, as corridas, o futebol aos sauditas, dar ao seu público o melhor entretenimento e esporte para que eles possam assistir em casa. Acho que é uma ótima forma de trazer progresso a um país que está vivenciando grandes mudanças".

O PIB da Arábia Saudita é atualmente de 1 trilhão de dólares, então se o esporte contribuir com 2,5% desse total, estamos falando de 25 bilhões; países como França e outros da União Europeia têm o mesmo percentual de contribuição. Outro indicador importante por trás dos investimentos esportivos é o fato do país ter uma população de 36 milhões de pessoas, sendo 63% deles abaixo dos 30 anos.

Mohamen Al Sayyad, Chefe de Brand Corporativo da PIF disse: "Na PIF, acreditamos no poder das parcerias, investindo em colaborações inovadoras como parte de nosso foco em 'Investir no Melhor'. Essas parcerias vão melhorar a qualidade de vida para as pessoas, fornecendo oportunidades para as comunidades que servimos, além de ajudar a continuar nosso trabalho como catalizador para transformações".

"Junto com esses campeonatos, a Electric 360 vai redefinir o esporte elétrico e intensificar seu crescimento, entregando um impacto tangível alinhado com nossa estratégia mais ampla de negócios enquanto a PIF entrega inovação em tecnologia verde que será a base da mobilidade elétrica do futuro".

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Lucas Fecury inicia disputa da Fórmula Regional da Oceania na Nova Zelândia neste final de semana
Próximo artigo Rafael Câmara começa o final de semana na FRMEC mostrando ritmo impressionante com pole e pódio

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil