Emerson vê Montoya forte, mas coloca brasileiros na briga

Emerson Fittipaldi acredita que Juan Pablo Montoya pode repetir o feito de 2015 e vencer a centésima edição das 500 Milhas de Indianápolis, mas também coloca Helio Castoneves e Tony Kanaan como candidatos; confira entrevista exclusiva

Emerson vê Montoya forte, mas coloca brasileiros na briga
Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi; Al Unser
Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi,
Emerson Fittipaldi, with Carlos Sainz
Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi Jr. no Homestead Miami Speedway
Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi

A palavra de um bicampeão das 500 Milhas de Indianápolis sempre tem peso. Mais ainda se ele é o desbravador da Fórmula 1 e da Indy para os pilotos brasileiros.

Andando com os filhos e a esposa na área dos pits do Indianapolis Motor Speedway, Emerson Fittipaldi interrompeu fotos e autógrafos para seus muitos fãs e atendeu o Motorsport.com Brasil com exclusividade na imprensa escrita brasileira para falar sobre a centésima edição da prova, que ele venceu em duas oportunidades - 1989 e 1993.

O bicampeão da prova alertou que a temporada 2016 está muito equilibrada, mas destacou o colombiano Juan Pablo Montoya, por sempre crescer muito nas corridas. E enfatizou ainda que tanto Tony Kanaan quanto Helio Castroneves têm chances de vitória.

Confira a entrevista:

Que tal o evento neste ano?

É muita emoção, muito bacana. Estava falando hoje com o Emmo, que vem pela primeira vez assistir Indianápolis. Eu ganhei a edição 77, agora estamos na cem! E ele falou: Pai, quero correr em Indianápolis! Não sei em quantos anos, mas é o sonho dele e ele um dia vai correr. Acho que vai ser uma corrida fantástica, realmente 100 anos de história e uma das corridas mais tradicionais do mundo.

Está muito diferente do que você costumava ver em sua época de piloto?

Na minha época ficava lotado, como neste ano.  Então Indianápolis voltou a lotar agora e está fantástico. Sem dúvida nenhuma será uma grande festa. É um grande evento e toda vez que volto aqui fico emocionado... Tantas milhas eu andei aqui, tantas milhas, tantas vitórias.

Pelo que viu dos treinos e hoje no Carb Day, o que imagina para a corrida do domingo?

Acho que os brasileiros sempre vão estar bem, mas me surpreendeu o que o motor Honda melhorou. A Chevrolet sempre dominou e agora o motor Honda está andando bem –o que vai criar uma disputa ainda maior com pilotos que antes não teriam chance. Vai ser uma disputa muito acirrada e vai depender de quem for mais constante nas 500 milhas, o carro mais equilibrado.

Quem anda muito rápido na corrida aqui é o Montoya. E o Montoya sempre vem lá de trás. Acho que ele tem grandes chances de repetir a vitória do ano passado pelo estilo de pilotagem dele, que é um estilo muito agressivo na corrida, arriscando muito. Acho que ele é um dos favoritos, entre tanta gente boa que pode ganhar essa corrida.

Em relação aos brasileiros, o que acha que Tony e Helio podem fazer domingo?

Os dois já ganharam. O Tony ganhou, o Helio ganhou, então os dois estão aí com chance de vitória. Vai ser uma luta muito difícil, porque este ano está muito equilibrado.

compartilhar
comentários
Tony Kanaan lidera ensaio final para a Indy 500
Artigo anterior

Tony Kanaan lidera ensaio final para a Indy 500

Próximo artigo

Galeria: os 33 carros da centésima edição da Indy 500

Galeria: os 33 carros da centésima edição da Indy 500
Carregar comentários