Últimas notícias

Indy: McLaren vai atrás de Herta para temporada completa em 2020

Equipe britânica pretende disputar todo o campeonato da categoria norte-americana no ano que vem

Race Winner Colton Herta, Harding Racing

Em meio às movimentações para a disputa em tempo integral da temporada 2020 da IndyCar, a McLaren definiu um novo nome para contratar como piloto da equipe no ano que vem. Trata-se de Colton Herta, mais jovem vencedor da história da categoria (conheça a trajetória do norte-americano em galeria especial no fim desta matéria). A informação é do portal IndyStar.

A opção da escuderia britânica se dá após fracassadas tentativas de persuadir Fernando Alonso de disputar todo o próximo campeonato, já que o espanhol prefere se dedicar apenas às 500 Milhas de Indianápolis.

CEO da McLaren, o norte-americano Zak Brown vem trabalhando nos bastidores para angariar um piloto de qualidade. O dirigente também tem se movimentado para garantir uma parceria técnica com uma equipe de ponta do grid atual.

Leia também:

As últimas negociações se deram com a Arrow Schmidt Peterson Motorsports. A parceria faz sentido, uma vez que a McLaren de Alonso nos testes para a Indy 500 deste ano tinha o logo da Arrow.

Por outro lado, os donos da Arrow SPM negaram que pretendem vender suas fatias da equipe, o que poderia dificultar a parceria. Ainda assim, uma fonte da SPM preferiu não comentar os rumores, ao ser questionada durante a etapa de Mid-Ohio, no último fim de semana.

De todo modo, Brown mantém contato com outras escuderias, enquanto a McLaren segue avaliando seu futuro na IndyCar. Para aumentar o poder de barganha com os times, o CEO espera garantir os serviços de Herta, tendo feito uma proposta lucrativa para o jovem.

Piloto da Harding, o norte-americano é o terceiro na 'lista' de prioridades da McLaren Indy. Além de Alonso, a equipe tentou contratar Alexander Rossi, mas o piloto dos Estados Unidos renovou com a Andretti para a próxima temporada.

COLTON HERTA E AS GERAÇÕES ESTELARES DE 'CLÃS' DA INDYCAR

A expectativa pelo futuro de Herta já é uma realidade mais do que palpável, uma vez que o norte-americano vem dando dor de cabeça aos consagrados veteranos da Indy.

O jovem também representa mais um episódio de envolvimento de diferentes gerações de uma mesma família na categoria. Entre os clãs, está o do brasileiro Emerson Fittipaldi, bicampeão da Fórmula 1 e das 500 Milhas de Indianápolis, e seu sobrinho Christian, vice-campeão da Indy 500. Confira abaixo:

Colton e Bryan Herta
Caso mais recente de diferentes gerações de uma mesma família na IndyCar. O pai teve resultados consistentes, mas o filho tem tudo para superar as marcas de Bryan
Bryan Herta
Contando as épocas de CART, Champ Car e Indy, Bryan soma 10 pole positions e 4 vitórias. Ele foi oitavo em três temporadas. O patriarca é mais famoso por chefiar equipe própria que levou Dan Wheldon à vitória nas 500 Milhas de Indianápolis em 2011. Herta também fez parceria com Michael Andretti no time que deu a Alexander Rossi o triunfo da Indy 500 de 2016
Colton Herta
Em sua primeira temporada completa, o filho já quebrou os recordes de vencedor mais jovem e pole mais novo. Tudo isso com 19 anos. O futuro é mais do que promissor para Colton
Marco, Michael e Mario Andretti
O 'clã' Andretti é um dos mais famosos do automobilismo mundial. As gerações mais antigas estão diretamente envolvidas no meio até hoje
Mario Andretti
Tudo por causa de Mario Andretti, uma verdadeira lenda do esporte a motor. O norte-americano de origem italiana ganhou a Indy 500 em 1969, foi campeão da Fórmula 1 em 1978 e retornou aos Estados Unidos para conquistar a temporada 1984
Michael Andretti
Michael também teve uma carreira de sucesso, embora tenha fracassado em sua passagem na Fórmula 1 como companheiro de Ayrton Senna na McLaren em 1993. O norte-americano foi campeão da Indy em 1991 e venceu 42 corridas na categoria, com 32 poles
Marco Andretti
Filho de Michael, Marco ainda não repetiu as glórias das gerações anteriores, mas tem sólida carreira na Indy. O piloto tem 20 pódios, 5 poles e duas vitórias. Com 32 anos, ainda tem tempo para conquistas com a equipe da família
Bobby Rahal e Graham Rahal
Outro clã norte-americano de sucesso, os Rahal têm no patriarca um exemplo de sucesso
Bobby Rahal
Ele é tricampeão da Indy (1986, 1987 e 1992) e venceu uma edição das 500 Milhas de Indianápolis, em 1986. Além disso, já trabalhou na parte administrativa da Jaguar na F1 e é um dos sócios da equipe pela qual seu filho corre, a Rahal Letterman Lanigan (RLL)
Graham Rahal
Graham já tem 24 pódios, 6 vitórias e 3 poles na Indy. Com 30 anos, o filho de Bobby ainda tem bastante tempo para chegar às conquistas
Al Unser, Jr., Al Unser III, Bobby Unser e Al Unser, Sr.
O clã Unser é o maior vencedor da história das 500 Milhas. Com três diferentes campeões de duas gerações, a família conquistou nove triunfos na Indy 500
Bobby Unser
O representante mais velho do clã é Bobby, que venceu as 500 Milhas três vezes (1968, 1975 e 1981). Ele também chegou a disputar uma corrida na F1, com a BRM, em 1968
Al Unser
Ao lado de Rick Mears e AJ Foyt, Al é um dos maiores vencedores de toda a história das 500 Milhas, com quatro conquistas (1970, 1971, 1978 e 1987)
Al Unser Jr
Filho de Al e sobrinho de Bobby, 'Junior' venceu as 500 Milhas duas vezes, em 1992 e 1994. Neste último ano, conquistou o título da Indy, assim como em 1990
Christian Fittipaldi e Emerson Fittipaldi
O último clã desta lista é brasileiro. Os Fittipaldi são um exemplo de sucesso em diversas áreas do automobilismo mundial. Hoje representada pelos irmãos Pietro e Enzo, a família teve em Emerson seu primeiro grande campeão
Emerson Fittipaldi
A bordo da Lotus, o 'Rato' conquistou seu primeiro título da F1 em 1972, com direito a narração de seu pai, o radialista Wilson Fittipaldi, o Barão. O bi veio em 1974, com a McLaren. Nos Estados Unidos, conquistou o título da Indy em 1989, mesmo ano em que venceu as 500 Milhas pela primeira vez. Em 1993, veio o bi da Indy 500
Christian Fittipaldi
Sobrinho de Emerson e filho de Wilsinho, que também correu na F1, Christian passou pelas duas categorias. Na Indy, seu resultado de maior destaque foi o segundo lugar na Indy 500 de 1995, vencida por Jacques Villeneuve. Além disso, Christian venceu 2 corridas na categoria e subiu em 20 pódios, além de ter feito uma pole
17

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Fernando Alonso completa 38 anos sem saber onde correr em 2020
Próximo artigo Nasr comemora teste com carro da Indy: “Sorri o tempo todo”

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil