IndyCar
26 jul
-
28 jul
Evento encerrado
16 ago
-
18 ago
Evento encerrado
22 ago
-
24 ago
Evento encerrado
30 ago
-
01 set
Evento encerrado
20 set
-
22 set
Evento encerrado

Indy: Nasr vai testar com a Arrow Schmidt Peterson em Mid-Ohio

compartilhar
comentários
Indy: Nasr vai testar com a Arrow Schmidt Peterson em Mid-Ohio
24 de jul de 2019 12:23

Destaque do endurance norte-americano no IMSA, brasileiro testou no WEC e vai experimentar o monoposto da IndyCar

Ex-piloto de Fórmula 1 na Sauber e campeão do IMSA, categoria norte-americana de endurance, Felipe Nasr será convidado da Arrow Schmidt Peterson na etapa da IndyCar deste fim de semana, em Mid-Ohio. Na sequência, o brasileiro permanecerá com a equipe na segunda-feira para testar um dos carros da Arrow. É uma boa oportunidade para o piloto voltar aos monopostos, após ficar fora do radar da F1 (relembre outros casos em galeria no fim desta matéria).

Desde que focou sua carreira nos Estados Unidos após a saída da F1 e, depois, o abandono do projeto da Dragon na Fórmula E, Nasr é um nome forte para uma eventual vaga na Indy. Além disso, ele foi companheiro de um dos atuais pilotos da Arrow, Marcus Ericsson. O brasileiro e o sueco correram juntos pela Sauber na F1.

Leia também:

Questionado sobre a definição de seus titulares para a próxima temporada da IndyCar, o gerente geral da equipe, Taylor Kiel, foi enigmático. "Estamos avaliando. Queremos ter certeza de que temos os melhores mecânicos, engenheiros e pilotos, e Felipe está no nosso radar há algum tempo", disse à RACER.

Além de Ericsson, que expressou o desejo de permanecer na Arrow no próximo ano, a equipe também conta com o canadense James Hinchcliffe, que tem contrato de longa data com a escuderia da Indy. De todo modo, Kiel manifestou interesse em avaliar Nasr.

"A IndyCar nos dá a oportunidade de testar um piloto em um dia de avaliação. Já usamos esse dia com Robert Wickens no passado, com Marcus em 2018, e vamos fazer isso com Felipe neste ano", disse o dirigente. "Isso nos dá mais dados para trabalhar e temos a chance de conhecer alguém novo que pode ser adequado para esses carros no futuro".

GALERIA - Nasr e cia: relembre pilotos que ficaram fora do radar da Fórmula 1

Galeria
Lista

Pastor Maldonado, na F1 entre 2011 e 2015

Pastor Maldonado, na F1 entre 2011 e 2015
1/10

Foto de: XPB Images

Vencedor do famoso GP da Espanha de 2012, última vitória da Williams até hoje, Maldonado acabou ficando mais famoso por seus acidentes e por ser piloto pagante. Patrocinado pela PDVSA, o piloto viu seu investimento sendo retirado devido à crise na Venezuela. O piloto está há um ano e meio parado. Ele realizou um teste para a Pirelli com um carro de GP2 neste ano.

Kamui Kobayashi, na F1 entre 2009 e 2014

Kamui Kobayashi, na F1 entre 2009 e 2014
2/10

Foto de: XPB Images

O japonês roubou a cena no início da carreira, surpreendeu em várias corridas e ainda conquistou um pódio no Japão em 2012. Após ser tirado da Sauber por Esteban Gutierrez, o piloto fez um ano como piloto no WEC pela Ferrari nos GTs. Em 2014, ele tentou retornar para a F1 pela Caterham, mas o time faliu ao fim do ano. Atualmente ele compete no WEC pela Toyota.

Bruno Senna, na F1 entre 2010 e 2012

Bruno Senna, na F1 entre 2010 e 2012
3/10

Foto de: XPB Images

Depois de fazer dois anos e meio de F1, o piloto andou no WEC em 2013 pela Aston Martin e correu pela Fórmula E até a temporada 2015-16 pela Mahindra. Parte do programa de GT da McLaren fora da pista, ele compete na LMP2 no WEC desde 2016.

Heikki Kovalainen, na F1 entre 2007 e 2013

Heikki Kovalainen, na F1 entre 2007 e 2013
4/10

Foto de: XPB Images

Depois de perder a vaga na Caterham em 2012, o finlandês ainda substituiu Kimi Raikkonen na Lotus no fim de 2013 após o compatriota ter feito uma cirurgia nas costas. Após isso, Heikki passou a atuar no Japão, no Super GT, onde foi campeão em 2016.

Jean-Eric Vergne, na F1 entre 2012 e 2014

Jean-Eric Vergne, na F1 entre 2012 e 2014
5/10

Foto de: XPB Images

Demitido da Toro Rosso no fim de 2014, o piloto foi para a Fórmula E e compete no campeonato até hoje. O francês também realizou provas pela LMP2 no Mundial de Endurance neste ano em paralelo.

Esteban Gutierrez, na F1 entre 2013 e 2016

Esteban Gutierrez, na F1 entre 2013 e 2016
6/10

Foto de: XPB Images

Após sair da Haas e ver as portas da Fórmula 1 se fechando, o mexicano fez três provas pela Techeetah na Fórmula E neste ano e atuou em outras sete corridas da Indy pela Dale Coyne substituindo Sebastien Bourdais. Atualmente, ele negocia para correr na Indy em 2018.

Timo Glock, na F1 entre 2004 e 2012

Timo Glock, na F1 entre 2004 e 2012
7/10

Foto de: XPB Images

Famoso por ter sido ultrapassado por Hamilton na última curva do GP do Brasil de 2008 e “tirar” o título de Massa, o piloto acabou sendo prejudicado pela saída da Toyota da F1 no fim de 2009. Ele andou por três anos na Virgin/Marussia, antes de se transferir para o DTM, onde corre até hoje.

Max Chilton, na F1 entre 2013 e 2014

Max Chilton, na F1 entre 2013 e 2014
8/10

Foto de: XPB Images

Primeiro estreante a completar todas as provas do primeiro ano e companheiro de Jules Bianchi na Marussia quando o francês sofreu seu acidente fatal, o britânico foi para os EUA. Ele andou na Indy Lights em 2015 e fez as últimas duas temporadas da IndyCar pela Chip Ganassi.

Vitaly Petrov, na F1 entre 2010 e 2012

Vitaly Petrov, na F1 entre 2010 e 2012
9/10

Foto de: XPB Images

Dono do primeiro pódio russo na F1 e famoso por tirar de Alonso o título de 2010, impedindo a passagem do espanhol durante o GP de Abu Dhabi, Petrov saiu da F1 em 2012, atuou no DTM e está atualmente no WEC na LMP2.

Jaime Alguersuari, na F1 entre 2009 e 2011

Jaime Alguersuari, na F1 entre 2009 e 2011
10/10

Foto de: XPB Images

Depois de duas temporadas e meia na Fórmula 1, o espanhol saiu em 2011 e pouco atuou no esporte a motor depois. Após realizar poucas provas de Fórmula E na primeira temporada do campeonato, o piloto anunciou aposentadoria do automobilismo aos 25 anos.

Próximo artigo
Podcast #002 - Massa participa e fala 10 anos após acidente: 'Sou grato por ter continuado'

Artigo anterior

Podcast #002 - Massa participa e fala 10 anos após acidente: 'Sou grato por ter continuado'

Próximo artigo

Sem Alonso, McLaren volta a mostrar interesse em temporada completa da Indy

Sem Alonso, McLaren volta a mostrar interesse em temporada completa da Indy
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Felipe Nasr
Equipes Arrow SPM