Max Wilson relembra prova marcada por acidente de Zanardi

compartilhar
comentários
Max Wilson relembra prova marcada por acidente de Zanardi
Por:

No grid da CART em 2001, piloto da Eurofarma RC na Stock Car destaca simplicidade e simpatia do italiano

Pole Max Wilson
Alex Zanardi in front of Max Papis
Alex Zanardi
Podium: Winner Alex Zanardi with Stuart Tripp and Oscar Sanchez
Alex Zanardi, Chip Ganassi Racing Reynard Honda
Max Wilson, Eurofarma RC Chevrolet
Alex Zanardi at the Rio de Janeiro Paralympic Games

O dia 15 de setembro de 2001 ficará para sempre marcado na história do automobilismo pelo fortíssimo acidente sofrido por um dos pilotos mais carismáticos e talentosos de todos os tempos. O cenário foi a pista de Lausitzring, na primeira visita da CART ao continente europeu.

Naquele dia, Alessandro Zanardi fazia grande corrida – sua melhor naquela temporada de reestreia no campeonato. Porém, a 13 voltas do fim, o piloto italiano cometeu um erro saindo dos boxes e foi acertado em cheio pelo canadense Alex Tagliani. O impacto, no bico do carro de Zanardi, amputou suas duas pernas instantaneamente.

Presente naquela prova marcada por esta situação dramática, Max Wilson relembrou o ocorrido ao Motorsport.com.

“Competi contra o Zanardi em 2001, e infelizmente ele teve aquele acidente. Eu estava lá na Alemanha e todo mundo sofreu muito depois daquilo”, disse.

“A situação ali chocou todo mundo. Por alguns dias não sabíamos nem se ele sobreviveria. O clima era muito ruim.”

Andando pela equipe Arciero-Blair naquele ano, Max chegou a disputar posições com Zanardi naquele ano. Em Cleveland, sua melhor prova no ano, o brasileiro acabou batendo com o italiano enquanto os dois disputavam um lugar no pódio. Com um equipamento pouco competitivo, Wilson sofreu naquele ano e pontuou apenas uma vez – com um quarto lugar em Portland.

Max destaca também a simplicidade de Zanardi com as outras pessoas mesmo quando estava em alta, no fim dos anos 90.

“Tudo que eu vou falar dele não tem nada a ver com o fato de ele ter tido aquele acidente”, acrescentou.

“Conheci ele em 1999, na época que ele vinha do bicampeonato na CART – onde fez provas épicas. Os grandes expoentes do automobilismo naquele momento eram Schumacher e Zanardi.”

“Conheci ele quando se transferiu da CART para a F1, na Williams. Era o auge dele, e o que chamava a atenção era a humildade e a simplicidade. O mundo inteiro olhava para ele como um ídolo.”

“Não faço tanta questão de conhecer um cara que foi o melhor. Para mim grandes pessoas são as que tem seus grandes valores princípios e posturas.”

“Depois do acidente ele se recuperou e voltou à vida da forma mais normal possível. O vemos feliz, vivendo a vida. Fala muito de família e ganhou medalhas olímpicas anos depois. É um cara que a gente sempre vê dando risada e de bem com a vida. É uma honra conhecer uma pessoa como ele.”

Em corrida sem emoções, Pagenaud vence e é campeão da Indy

Artigo anterior

Em corrida sem emoções, Pagenaud vence e é campeão da Indy

Próximo artigo

Ed Carpenter Racing confirma saída de Newgarden em 2017

Ed Carpenter Racing confirma saída de Newgarden em 2017
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Alex Zanardi , Max Wilson
Autor Gabriel Lima