Di Grassi: Audi tem "muita lição de casa" após Le Mans

Apesar de pódio em La Sarthe, Lucas di Grassi diz que Audi precisa trabalhar bastante após apresentar o que ele descreveu como uma "corrida horrível"

Di Grassi: Audi tem "muita lição de casa" após Le Mans
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18 e-tron quattro: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18 e-tron quattro: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis

A Audi, que terminou em terceiro e quarto lugares nas 24 Horas de Le Mans, sofreu a segunda derrota consecutiva em La Sarthe para a Porsche - e apenas a quarta no geral desde 2000. Mais do que isso, o time de Ingolstadt ficaria de fora do pódio pela primeira vez desde 1998, não fosse o problema do Toyota #5 na penúltima volta.

Com isso, o #8, de Lucas di Grassi, Loic Duval e Oliver Jarvis herdou a terceira posição, mas o brasileiro não se mostrou nem um pouco satisfeito com o desempenho da Audi em La Sarthe. Além da falta de ritmo, os dois R18 fizeram entradas na garagem para reparos que custaram muito tempo.

"Eu não sabia que estava no pódio até que me chamaram para subir. Fiz a última volta toda achando que era quarto. Até meu engenheiro me disse isso. Então parei o carro e me disseram 'você está no pódio', no que respondi 'não, não estou, vou para a garagem'. Aí disseram 'pódio, venha comigo' e só então me dei conta de que tinha sido terceiro colocado."

"Ser terceiro depois de uma corrida horrível que a Audi teve é ótimo, pois fomos para a garagem várias vezes para fazer reparos e isso nos custou muito tempo. Terminar no pódio foi uma boa recompensa, mas esta não foi uma corrida típica da Audi, temos que vencê-los na pista", afirmou.

"Apenas em alguns momento da prova tivemos ritmo para isso, mas tivemos muitas paradas para reparos. Precisamos melhorar muito para voltarmos mais fortes, assim como a Toyota fez do ano passado para cá", ponderou.

"Precisamos levar em consideração que o Porsche #1 também teve problemas, então temos muita lição de casa após esta corrida", completou.

compartilhar
comentários
Vencedor de Le Mans de "coração partido" pela Toyota

Artigo anterior

Vencedor de Le Mans de "coração partido" pela Toyota

Próximo artigo

Todt: "Le Mans foi especial para mim antes mesmo da Peugeot"

Todt: "Le Mans foi especial para mim antes mesmo da Peugeot"
Carregar comentários