Abatido, Rossi diz que situação na tabela é "muito ruim"

Decepcionado após abandonar GP da Itália, Valentino Rossi diz que sair zerado de Mugello "pesa demais" e que diferença de pontos em relação a Jorge Lorenzo é relativamente grande

Abatido, Rossi diz que situação na tabela é "muito ruim"
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing and Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Marc Marquez, Repsol Honda Team
Polesitter Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Sábado de alegria, domingo doloroso. Assim pode ser definido o final de semana de Valentino Rossi, que abandonou o GP da Itália, realizado neste domingo (22) com um problema no motor da M1 enquanto brigava com Jorge Lorenzo pela liderança da prova.

Por sair zerado e ver Lorenzo vencer a corrida em Mugello, Rossi agora está a 37 pontos do companheiro de equipe, que segue liderando a temporada 2016 da MotoGP. O italiano acredita que tinha ritmo para brigar pela vitória e lamentou o problema com a moto.

“É sempre uma pena quando você enfrenta um problema mecânico na corrida, mas aqui foi ainda pior porque eu estava forte o final de semana todo e certamente brigaria pela vitória. Eu estava atrás de Lorenzo, mas creio que tinha um ritmo melhor que o dele, então poderia ter atacado", disse o italiano após a corrida.

“Infelizmente, o motor quebrou - creio que tenha sido o mesmo problema que Lorenzo teve no warm-up. Estamos um pouco preocupados, pois este tipo de problema não acontece o tempo todo. E é uma pena para o campeonato, pois não pontuei e Lorenzo e Márquez chegaram em primeiro e segundo. Então a distância para o primeiro é de 37 pontos, o que é muito ruim, uma desvantagem significativa", afirmou.

Primeira quebra em corrida desde 2007

O abandono em Mugello foi o segundo da temporada - em Austin, Rossi caiu sozinho ainda no início da prova. Mas desde 2007 - coincidentemente, também em uma prova na Itália, mas em Misano - o italiano não deixava uma corrida com problemas mecânicos.

“Infelizmente cometi um erro em Austin. Lorenzo e Márquez também erraram uma vez, mas este abandono pesa demais. Desde Misano/2007 minha moto não quebrava em uma corrida, nove anos se passaram. Creio que tenha acontecido algo de errado com o meu motor e o de Lorenzo - a diferença é que o dele quebrou no warm-up, o meu na corrida. Não há nada a fazer a não ser olhar para o lado positivo deste final de semana e tentar novamente na próxima etapa", completou.

Reportagem adicional por Matteo Nugnes

compartilhar
comentários
Confira o resumo ilustrado do domingo em Mugello
Artigo anterior

Confira o resumo ilustrado do domingo em Mugello

Próximo artigo

Alonso vibra com final de prova da MotoGP

Alonso vibra com final de prova da MotoGP