Conteúdo especial

Análise: o tempo corre a favor de Lorenzo

A temporada da MotoGP será movimentada dentro e fora da pista, especialmente levando-se em consideração que os quatro principais pilotos do grid estão sem contrato para 2017; Oriol Puigdemont analisa a situação de Jorge Lorenzo

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Falta pouco mais de um mês para o início da temporada 2016 da MotoGP, mas as equipes já estão se mexendo em relação ao mercado de pilotos, que deve formar um grid bastante modificado em 2017. Os nervos estão à flor da pele, ninguém quer dar um passo em falso e o mais recente estresse entre Ducati e Yamaha é um claro exemplo disto.

Durante os testes de pré-temporada em Sepang, Lin Jarvis, chefe da Yamaha, confirmou que a prioridade da equipe é renovar com Jorge Lorenzo. O contrato do atual campeão, assim como o do companheiro de equipe, Valentino Rossi, expira no final de 2016 - mesma situação da dupla da Honda, Marc Marquez e Dani Pedrosa.

Rossi, que afirmou recentemente que só permanece na categoria se fizer um contrato de duas temporadas, está com 37 anos. Se a Yamaha renovar com Lorenzo, o presente e o futuro a médio prazo estariam garantidos.

Jarvis deixou claras as intenções de renovar com Lorenzo, mas tem consciência de que possíveis ofertas da concorrência podem ameaçar a renovação. “Dependerá das propostas que Jorge receberá de nossos rivais, especialmente da Ducati”, disse.

Da Itália, Paolo Ciabatti, diretor esportivo da equipe de Borgo Panigale, veio a público para ressaltar que apesar do interesse em Lorenzo ser real, a Ducati não apresentou uma proposta formal ao espanhol. “Lorenzo nos agrada bastante, assim como Marquez, mas agora não estamos nos mexendo neste sentido. No momento, só posso dizer que não fizemos nenhuma oferta para Lorenzo”, disse Ciabatti.

A fabricante italiana tentará seduzir um dos principais pilotos da atualidade, circunstância que certamente incomoda os atuais pilotos oficiais do time, Andrea Iannone e Andrea Dovizioso. “Hoje, não temos nenhuma proposta na mesa, nem da Ducati nem da Yamaha. Mas é provável que em breve comecemos a conversar”, disse Albert Valera, agente de Lorenzo, ao Motorsport.com.

Levando em consideração o que se viu em Sepang, o tempo corre a favor de Lorenzo, que está em uma das melhores fases da carreira e se sente mais forte do que nunca com o retorno da Michelin. A Yamaha, por sua vez, sabe que tem em mãos a melhor moto do grid, algo que ninguém nega – nem Lorenzo e nem ninguém que vá se sentar para negociar com ele.

“Os pilotos são muito importantes para nós, mas a equipe também. É uma situação diferente de 2004, época em que Valentino chegou aqui – a Yamaha não era tão forte quanto agora, mas ele era. Agora, o peso dos pilotos e da equipe está em equilíbrio”, disse Jarvis ao Motorsport.com.

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, junto a su equipo
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, y Marc Marquez, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, y Marc Marquez, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, y Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, y Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, y Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, y Marc Marquez, Repsol Honda Team
38

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Rossi sobre Marquez: “não vou esquecer o que aconteceu”
Próximo artigo Luca Cadalora se junta ao staff particular de Rossi

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil