Após críticas pela falta de segurança, Red Bull Ring revela nova chicane para layout da MotoGP

Graves acidentes nas provas de 2020 e 2021 motivaram modificação, que será utilizada apenas pela MotoGP

Após críticas pela falta de segurança, Red Bull Ring revela nova chicane para layout da MotoGP
Carregar reprodutor de áudio

O Red Bull Ring revelou nesta quarta-feira a versão finalizada das modificações feitas na curva 2 da pista austríaca, com o objetivo de ajudar com a segurança dos pilotos da MotoGP. Desde o retorno da pista ao Mundial em 2016, o circuito vem sendo muito criticado, com os pilotos rechaçando a proximidade das barreiras com a pista e a falta de brita.

A última foi retificada recentemente, mas a problemática curva 2, rápida e para a esquerda, tornou-se também um grande problema. A insegurança do primeiro setor da pista veio à tona em 2020, quando Franco Morbidelli e Johann Zarco protagonizaram um acidente assustador em que suas motos saíram voando pela pista, quase acertando Valentino Rossi e Maverick Viñales.

Leia também:

Nas corridas seguintes, uma barreira foi colocada na curva 3 para evitar que isso acontecesse novamente, mas as velocidades máximas registradas nas curvas 2 e 3 seguiram sendo motivo de preocupação. Por isso, a Red Bull anunciou no ano passado os planos de alterar o layout da segunda curva com a adição de uma chicane, que foi concluída.

Comparado ao design exibido para a imprensa no ano passado, a versão finalizada da chicane é bem mais estreita. O layout original segue existindo, com essa chicane sendo usada apenas pela MotoGP, com a direção do circuito afirmando que o traçado segue tendo apenas dez curvas.

Herman Tilke, responsável pelo novo design, disse: "A redução da velocidade era necessária para a MotoGP nesta seção da pista. Isso foi atingido graças à combinação compacta de curvas para direita e esquerda, o que não impacta o resto da pista. O planejamento foi um desafio devido à topografia da região".

Red Bull Ring chicane

Red Bull Ring chicane

Photo by: Uncredited

Devido à pandemia da Covid-19, a MotoGP realizou duas corridas no Red Bull Ring tanto em 2020 quanto em 2021, os GPs da Áustria e da Estíria. Porém, apenas o primeiro será realizado neste ano, com a etapa passando do começo de agosto para a segunda quinzena do mês, entre 19 e 21.

No ano passado, o GP da Áustria foi vencido pela KTM em casa, após Brad Binder entregar uma performance heroica nas voltas finais, mantendo-se na pista com pneus slick apesar da chegada da chuva.

F1 2022: CRISE NA MERCEDES? Hamilton e Russell ficam ESPANTADOS com FIASCO na Arábia Saudita; veja

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #170 – Leclerc x Verstappen tem potencial para ser novo Verstappen x Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Com avião de carga preso no Quênia, Ducati terá corrida contra o tempo na Argentina
Artigo anterior

MotoGP: Com avião de carga preso no Quênia, Ducati terá corrida contra o tempo na Argentina

Próximo artigo

MotoGP: CEO da Dorna acredita que Márquez ainda não esteja fora da luta pelo título

MotoGP: CEO da Dorna acredita que Márquez ainda não esteja fora da luta pelo título