MotoGP
28 jun
-
30 jun
Evento encerrado
05 jul
-
07 jul
Evento encerrado
02 ago
-
04 ago
Evento encerrado
09 ago
-
11 ago
Evento encerrado
23 ago
-
25 ago
Evento encerrado
R
GP de San Marino
13 set
-
15 set
Próximo evento em
18 dias
R
GP de Aragón
20 set
-
22 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Tailândia
04 out
-
06 out
Próximo evento em
39 dias
R
GP do Japão
18 out
-
20 out
Próximo evento em
53 dias
R
GP da Austrália
25 out
-
27 out
Próximo evento em
60 dias
R
GP da Malásia
01 nov
-
03 nov
Próximo evento em
67 dias
R
GP de Valência
15 nov
-
17 nov
Próximo evento em
81 dias

Com 100% na SBK, Bautista avisa: “só volto para MotoGP em moto de fábrica”

compartilhar
comentários
Com 100% na SBK, Bautista avisa: “só volto para MotoGP em moto de fábrica”
Por:
9 de abr de 2019 13:20

Depois de nove vitórias em nove provas até aqui, espanhol diz que não está sentindo falta da MotoGP

Álvaro Bautista disse que só consideraria ofertas de equipes de fábrica para regressar à MotoGP depois de vencer as nove primeiras corridas do Mundial de Superbike.

Bautista mudou para a equipe de fábrica da Ducati no WSBK depois de perder o seu lugar na Angel Nieto na MotoGP no final do ano passado, terminando um período de nove temporadas na categoria rainha.

Leia também:

O ex-piloto da Suzuki e da Aprilia disse que só ofertas de motos de fábrica o obrigariam a regressar ao paddock da MotoGP após seu sucesso na WSBK.

"No momento eu não sinto falta da MotoGP", disse Bautista em entrevista à rádio espanhola Cadena SER. "Eu só voltaria para lá se estivesse em uma moto de fábrica”.

"Eu gostaria de ter uma moto competitiva na MotoGP, que é onde a maior parte do esforço de uma fábrica vai. Sofrer, como já fiz antes, eu não quero mais agora."

"Além das motos, a atmosfera dentro do paddock da WSBK é muito diferente. É mais familiar, mais saudável e mais humana. Há uma sensação muito boa entre os pilotos, a diferença é muito perceptível. Os torcedores podem chegar muito perto dos pilotos."

Bautista acrescentou que sua "sensação incrível" com o V4 R – que também está sendo usada por seu companheiro de fábrica Chaz Davies e pelos pilotos satélite da Ducati Michael Ruben Rinaldi e Eugene Laverty – está fazendo seu sucesso parecer muito mais fácil do que é na realidade.

"Do lado de fora, pode parecer fácil, mas não é", disse ele após sua terceira vitória em Aragón. "Os tempos de volta que estão sendo feitos são muito rápidos e não são nada fáceis”.

"Talvez eu não pareça lutar muito pela liderança, mas eu sempre vou para a corrida para dar o máximo. Se eu puder ganhar por dez segundos, eu farei isso. Se for por é por um décimo, eu farei. Se o máximo for para ser o quinto, eu farei isso.”

"O importante é que estou me divertindo com a moto. Estou a aproveitando todas as curvas, todos os treinos e todas as corridas. Tenho uma sensação incrível e confiança na moto."

Reportagem adicional por Carlos Guil

Alvaro Bautista, Aruba.it Racing-Ducati Team, Alex Lowes, Pata Yamaha

Alvaro Bautista, Aruba.it Racing-Ducati Team, Alex Lowes, Pata Yamaha

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
Reforma em Spa pode levar MotoGP novamente à Bélgica

Artigo anterior

Reforma em Spa pode levar MotoGP novamente à Bélgica

Próximo artigo

Rossi vê Austin como pista “mais difícil e técnica” da temporada

Rossi vê Austin como pista “mais difícil e técnica” da temporada
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP , World Superbike
Pilotos Alvaro Bautista
Equipes Ducati Aruba.IT
Autor Jamie Klein