Ducati: O piloto que temos que temer é Márquez

Gigi Dall'Igna, chefe da Ducati, aponta Marc Márquez como o principal favorito ao título da MotoGP, apesar de não pensar que Jorge Lorenzo demore a se adaptar à Honda

Ducati: O piloto que temos que temer é Márquez

Gigi Dall'Igna, chefe da Ducati, foi um dos protagonistas na apresentação da Ducati realizada na sexta-feira, e que revelou pela primeira vez o desenho da nova Desmosedici.

Apesar de não querer dar muitos detalhes sobre os pontos fortes do novo protótipo, ele afirmou que a moto é melhor do que o modelo anterior em quase todas as partes, e que o motor que incorpora oferece mais potência.

Dall'Igna estava satisfeito com o trabalho realizado desde o ano passado, em que a Ducati ganhou sete vezes, mas com vista para 2019, não ousaria dar qualquer previsão para o Catar, palco da primeira corrida, dia 10 de março.

Apesar disso, ele não teve vergonha em reconhecer que a Honda possui o equipamento que mais teme, e que Márquez sai como favorito ao título.

Sobre Lorenzo, Dall'Igna acredita que o espanhol vai se adaptar à Honda de maneira mais rápida do que na Ducati.

"É mais fácil melhorar para aqueles que estão mais atrasados ​​do que para aqueles que já têm pouca margem", disse o executivo quando perguntado o que espera da competição. "Apesar disso, acho que a marca mais perigosa é a Honda e o piloto que devemos temer é Márquez", acrescentou.

"Conheço bem o Jorge e, como ele diz, ele é campeão. É por isso que teremos que estar atentos à sua adaptação. Estou convencido de que o período de adaptação será inferior ao quando estava na Ducati, mas ainda é muito cedo para tirar qualquer conclusão", disse Dall'Igna.

Na nova etapa em que a equipe entra, com Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci, o dirigente salientou a importância que pode ter a próxima temporada da MotoGP.

"Certamente esta é a grande oportunidade de Danilo. E quando uma oportunidade como esta se apresenta a você, você tem que colocar tudo ao seu lado para tirar vantagem disso. Nós vamos ajudar da maneira que pudermos", continuou Dall'Igna.

"Pelo que vejo e se considerarmos como foi no passado, as corridas que podemos ir bem são Le Mans e Mugello. Embora esteja claro que eu prefiro que ele me surpreenda e que faça muito melhor do que ele fez até agora", acrescentou.

compartilhar
comentários
Com dores, Lorenzo visita hospital e deve realizar mais exames
Artigo anterior

Com dores, Lorenzo visita hospital e deve realizar mais exames

Próximo artigo

Dovizioso garante a Petrucci acesso a seu staff de preparação

Dovizioso garante a Petrucci acesso a seu staff de preparação
Carregar comentários