Luthi: "Nem todos são Marc Márquez"

Suíço estreará na próxima temporada na MotoGP com 31 anos, depois de 16 temporadas em categorias menores

Luthi: "Nem todos são Marc Márquez"
Carregar reprodutor de áudio

O suíço Thomas Luthi entrou no campeonato mundial de motos em 2002 e levou 17 anos para conseguir o sonho de todos os pilotos: chegar à MotoGP.

A carreira de Luthi começou na categoria menor, chamada então 125cc, onde correu entre 2002 e 2006. Em 2007, subiu para a 250cc, categoria que em 2010 foi renomeada Moto2, completando um total de onze temporadas na classe intermediária.

Agora, aos 31 anos, ele conseguiu o sonho de sua vida e estreará no final de janeiro no guidão de uma Honda RC213V da equipe Marc VDS.

Você pode pensar que, com essa idade, ele está velho para a MotoGP, mas o suíço responde que "nem todos são Marc Márquez", o piloto da Honda, que com 24 anos já disputou cinco temporadas e quatro títulos na categoria principal.

Luthi acredita que houve uma mudança de atitude entre os responsáveis pelas equipes e que perceberam que esperar que todos os pilotos atuem como Márquez não é realista.

"Houve um tempo incrível, todos pediram meninos de 20 anos buscando um "Márquez", caras como [Jakc] Miller, que era muito jovem", que foi direto da Moto3 para a MotoGP com um contrato assinado como piloto da Honda .

"As pessoas entenderam agora que nem todos são Marc Márquez, e que alguns pilotos podem precisar de um pouco mais de tempo para aprender coisas".

Luthi teve as portas da MotoGP fechada várias vezes, até que finalmente este ano ele encontrou seu lugar, precisamente, na MarcVDS onde Miller correu, antes de ir para a Pramac.

"Foi muito difícil para mim, porque um piloto com apenas 31 anos parecia muito velho, ele não teria nenhuma oportunidade", lembra.

Luthi coloca um claro exemplo de que você pode competir com mais de trinta.

"É muito bom para todos verem um piloto como Rossi [que tem 38 anos] que está lá competindo e ganhando corridas. Isso me ajuda a ter segurança", diz o piloto de Linden.

Thomas Luthi, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Thomas Luthi, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
1/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi
Thomas Luthi
2/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, Michael Bartholemy, director de Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Team
Thomas Luthi, Michael Bartholemy, director de Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Team
3/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Daniel Epp, Thomas Luthi, Michael Bartholemy, Director de Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Team
Daniel Epp, Thomas Luthi, Michael Bartholemy, Director de Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Team
4/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
5/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
6/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
7/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
8/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
Thomas Luthi, CarXpert Interwetten
9/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Thomas Luthi, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Thomas Luthi, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
10/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Jack Miller, Pramac Racing
Jack Miller, Pramac Racing
11/11

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

compartilhar
comentários
Kallio: "Foi uma decepção não ser piloto titular da KTM"
Artigo anterior

Kallio: "Foi uma decepção não ser piloto titular da KTM"

Próximo artigo

Aspar renomeia equipe de MotoGP em homenagem a Nieto

Aspar renomeia equipe de MotoGP em homenagem a Nieto