MotoGP GP da Itália

MotoGP: Ducati oficializa chegada de Marc Márquez para 2025

Como o Motorsport.com havia antecipado, hexacampeão da categoria rainha voltará a ter status de piloto de fábrica a partir do próximo ano

GPS826qWAAA2G4A

Agora é oficial. Marc Márquez fará parte da equipa de fábrica da Ducati na próxima temporada da MotoGP, em um contrato com duração de dois anos, se tornando companheiro de equipe de Francesco Bagnaia, atual bicampeão. 

Leia também:

O anúncio vem na esteira da Aprilia, que formalizou nesta segunda-feira a contratação de Jorge Martín. Este episódio sobre o destino dos dois espanhóis e sobre as mudanças de rumo feitas pela Ducati sobre aquele que completaria a formação da sua equipa de fábrica vem encerrar vários dias agitados no cenário midiático e uma reviravolta na situação que revelamos esta segunda-feira.

Fausto Macieira comenta Márquez na Ducati oficial e Martín na Aprilia:

Na verdade, era Martín quem parecia provável ser promovido, o que, segundo as nossas informações, lhe tinha sido confirmado antes do GP de Itália. No entanto, o vazamento desta notícia levou Márquez a reagir e a jogar aquela que era a sua última cartada: recusar publicamente o lugar a que estava destinado, a Pramac Racing, onde teria recebido a moto de última geração.

Perante o risco de ver sair o maior astro do grid atual, a Ducati mudou de ideia: será Márquez quem passará para a equipe de fábrica depois do ano na Gresini. O espanhol recuperará assim o status de piloto oficial, que só terá sido suspenso por apenas uma temporada, aquela que lhe terá permitido reconstruir após quatro anos de sofrimento, tanto físico, com a lesão de 2020, como esportivo com a Honda sendo dominada pelas motocicletas europeias.

“Estou muito feliz por poder usar as cores vermelhas da equipa de fábrica da Ducati no MotoGP na próxima temporada”, disse Márquez. “Basicamente, desde o primeiro contacto com a Desmosedici GP, gostei de pilotá-la e me adaptei bem de imediato."

“A partir daquele momento, soube que o meu objetivo era continuar este caminho, continuar a crescer e passar para a equipe onde Francesco Bagnaia é campeão mundial há dois anos consecutivos. Estou feliz por poder dar este grande passo em 2025 e grato pela confiança que a Ducati depositou em mim."

“Finalmente, quero agradecer a Nadia [Padovani], Carlo [Merlini], Michele [Masini] e toda a família Gresini Racing por me abrirem as portas da sua equipe num momento delicado da minha carreira. Agora vamos continuar a nos divertir e a dar o nosso melhor no que resta da temporada atual, que é a minha prioridade neste momento”.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast Motorsport.com debate: Verstappen e RBR ameaçados em 2024?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Bastianini deve ser confirmado para vaga da KTM em 2025
Próximo artigo MotoGP: Como Márquez foi do calvário na Honda à ressureição na Gresini e a "cartada de mestre" na Ducati

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil