MotoGP: Guerra na Ucrânia causou atraso no envio do frete à Argentina; programação é alterada novamente

Com a previsão de chegada do último avião à meia-noite, Dorna deu preferência de tempo à categoria-rainha, já que três equipes ainda estão sem motos

MotoGP: Guerra na Ucrânia causou atraso no envio do frete à Argentina; programação é alterada novamente
Carregar reprodutor de áudio

O CEO da Dorna Sports, Carmelo Ezpeleta, disse que os problemas da MotoGP com a chegada do frete à Argentina para o GP deste fim de semana tem a Guerra da Ucrânia entre os culpados, enquanto a categoria é forçada novamente a alterar a programação do evento, já que um dos aviões ainda não chegou ao país.

Problemas mecânicos com dois voos contendo materiais do paddock da MotoGP vindos da Indonésia causaram grandes atrasos na preparação de várias equipes das três classes para o fim de semana em Termas de Río Hondo.

Leia também:

Desde quarta, o avião preso no Quênia esperava a chegada de uma nova válvula de motor após problemas, conseguindo decolar novamente apenas na manhã desta sexta. A expectativa é que chegue na Argentina apenas às 21h, horário local (e de Brasília), após passar pela Nigéria e Brasil para reabastecimento. A carga deve chegar ao autódromo apenas à meia-noite.

Em uma coletiva extraordinária feita na quinta, o CEO da Dorna, Ezpeleta, disse que o final de semana seguirá sem maiores problemas, apesar da categoria ter anunciado mais alterações à programação nesta sexta.

Ele também revelou que o problema foi impactado pela invasão russa à Ucrânia no mês passado, junto das sanções impostas ao país europeu, já que boa parte das empresas de carga do mundo (cerca de 20% segundo estimativas de Ezpeleta) têm o país como base.

"Aprendemos durante 30 anos de MotoGP que a situação dos voos é sempre complicada. É o problema principal, e que cresceu com a guerra na Ucrânia. Muitos dos voos de frete são de empresas russas, e tais voos estão proibidos no momento".

"Perdemos quase 20% dos voos disponíveis no mundo e o maior problema agora é que não há voos para serem compartilhados, porque estávamos conversando sobre isso com tempo de sobra desde a quarta-feira passada".

"O problema é que não há mais voos disponíveis para nós no momento, e não temos outra solução a não ser esperar que as válvulas sejam reparadas no voo de Mombasa, tendo a sorte de que chegarão aqui".

Carmelo Ezpeleta, CEO Dorna Sports

Carmelo Ezpeleta, CEO Dorna Sports

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

A logística de levar o material da MotoGP da ilha de Lombok na Indonésia na Argentina é imensa, com três voos passando por Quênia, Nigéria e Brasil, e outros dois fazendo Catar, Gana e Argentina. Mas questionado se esse problema levará a categoria a repensar a organização do calendário, Ezpeleta não vê problemas em Indonésia e Argentina lado a lado, separadas por duas semanas.

"No primeiro caso, talvez tenhamos que repensar quando temos corridas consecutivas, mas neste caso tivemos uma semana inteira no meio [entre Indonésia e Argentina]. Infelizmente, não pudemos solucionar a situação para evitar isso".

"O GP, e já organizamos 499 deles, agradeço a Deus que é a primeira vez que tenhamos passado por isso e, para ser honesto, não é nada bom, mas estamos preparados para aceitar essas coisas. Nosso objetivo principal agora é correr na Argentina e seguir na semana que vem para os Estados Unidos".

Com a segunda versão da programação colocando o TL1 da MotoGP às 10h35, e o frete chegando aproximadamente à meia-noite, as equipes, em especial Ducati, Gresini e VR46, teriam pouco tempo para se preparar.

Com isso, foi optado por alterar ainda mais o cronograma, colocando a Moto3 às 8h15 e os TLs da Moto2 lado a lado até as 12h20. Com isso, a MotoGP passa a ter o TL1 às 12h35, com uma hora de duração em vez de 45 minutos e o TL2, também de 60 minutos, às 15h40.

A classificação virá logo após o TL2 às 17h05, com os grupos sendo definidos com base nos resultados combinados dos dois treinos livres.

Veja como ficou a programação da MotoGP na Argentina, lembrando que os horários de Termas de Río Hondo são os mesmos de Brasília:

Sábado:

Moto3 TL1 – 08h15min

Moto2 TL1 – 09h20min

Moto3 TL2 – 10h25min

Moto2 TL2 – 11h30min

MotoGP TL1 – 12h35min

Moto3 Classificação – 13h50min

Moto2 Classificação – 14h45min

MotoGP TL2 – 15h40min

MotoGP Classificação – 17h05min

Domingo:

Moto3 Corrida – 12h

Moto2 Corrida – 13h20min

MotoGP Corrida – 15h

GP TRADICIONAL vai SAIR da F1 por VEGAS; veja como 3ª prova nos EUA impacta calendário de 2023

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #170 – Leclerc x Verstappen tem potencial para ser novo Verstappen x Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Nakagami testa positivo para Covid-19 e desfalca Honda na Argentina junto com Márquez
Artigo anterior

MotoGP: Nakagami testa positivo para Covid-19 e desfalca Honda na Argentina junto com Márquez

Próximo artigo

MotoGP: Após Nakagami liderar TL1, Aleix encabeça 1-2 da Aprilia no TL2 pré-quali na Argentina; veja quem vai direto ao Q2

MotoGP: Após Nakagami liderar TL1, Aleix encabeça 1-2 da Aprilia no TL2 pré-quali na Argentina; veja quem vai direto ao Q2