MotoGP: Martin admite que objetivo era estar no Q2 e não na pole

Espanhol que conseguiu feito quando participa apenas de sua segunda corrida deu detalhes de como conseguiu melhor posição no grid

MotoGP: Martin admite que objetivo era estar no Q2 e não na pole

Jorge Martin conseguiu a sua primeira pole position na MotoGP, no Circuito de Losail, sendo apenas o seu segundo GP na categoria rainha

O espanhol já foi uma das sensações na sua primeira corrida, depois de estrelar uma largada vertiginosa que o levou a subir 10 posições para se colocar na quarta colocação na primeira curva.

Leia também:

Martin estava sendo um dos nomes de destaque neste final de semana, tendo ficado entre os cinco primeiros na sexta-feira e conseguido passagem direta para o Q2.

O madrilenho deu tudo de si na classificação e liderou desde o início. Na parte decisiva foi ultrapassado por Maverick Viñales e Johann Zarco, mas ele conseguiu responder com o relógio já zerado para conquistar a sua primeira pole.

"O objetivo era estar no Q2 e não esperava chegar à pole", reconheceu Martin. “Depois que vi que estava em primeiro, pensei que a volta seguinte não seria muito boa, porque o Pecco [Bagnaia] não estava me puxando mais (vácuo) e os pneus estavam esfriando. No final, me atirei, não cometi erros e fomos avançando.”

“No momento que passei e foi 1min53s1 pensei que ia ficar na primeira fila, mas não vi na placa e desacelerei no final da reta. Aí eu vi meu número subir, foi brutal”, explicou.

“A melhora que estamos fazendo no dia a dia é incrível, não tenho que falar nada, focamos nos tempos, não nas posições. Espero chegar na primeira curva em primeiro amanhã para não perder a vantagem da pole. Estar na frente permite controlar um pouco mais os pneus", disse.

No entanto, depois da primeira pole, Martín ainda não consegue se ver lutando para vencer.

“O meu ritmo está a três ou quatro décimos. Vencer não é o objetivo para amanhã, isso é óbvio, mas vou ser fisgado por quem me passar e se chegar aos seis primeiros penso que será muito importante. Há muito pilotos de ritmo forte, como o Maverick ou o Mir que estão atrás, espero alcançá-los no final”, concluiu.

F1: Nova ORDEM de forças? Veja análise DETALHADA sobre como Mercedes pode PERDER briga para Red Bull

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários
Rossi tem pior resultado de classificação na MotoGP e justifica: ”Nunca estive forte”

Artigo anterior

Rossi tem pior resultado de classificação na MotoGP e justifica: ”Nunca estive forte”

Próximo artigo

MotoGP: Viñales não tinha dúvidas que Martin “iria rápido”no Catar

MotoGP: Viñales não tinha dúvidas que Martin “iria rápido”no Catar
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP de Doha
Sub-evento Q2
Localização Losail International Circuit
Pilotos Jorge Martin
Autor Germán Garcia Casanova