MotoGP: Mir detona Miller e diz que foi atingido "intencionalmente" a 200km/h

Piloto da Suzuki questionou decisão dos comissários de não penalizar australiano

MotoGP: Mir detona Miller e diz que foi atingido "intencionalmente" a 200km/h

Joan Mir, da Suzuki, acredita que Jack Miller o acertou "intencionalmente" na reta dos boxes a quase 200 km/h no GP de Doha da MotoGP, e acrescentou: "Não mostrou respeito".

Mir fez uma ultrapassagem agressiva sobre Miller na Curva 10, durante a volta 13 da corrida em Losail, que resultou em um toque entre eles enquanto disputavam pelo quinto lugar.

Leia também:

Os pilotos se tocaram novamente na reta principal momentos depois, o que foi investigado pela Direção de Corrida, mas considerado um incidente de prova.

No entanto, Mir sentiu que o piloto australiano o atingiu intencionalmente e questionou a decisão dos comissários de não penalizá-lo.

“O que aconteceu com Jack é que na Curva 10, é o único lugar que eu consegui ultrapassar e tomei a posição”, disse.

“E então ele decidiu ficar do lado de fora, para manter a fila do lado de fora."

“Nos tocamos um pouco, depois peguei na moto… foi uma manobra que percebi que era arriscada, mas não ultrapassou o limite, foi ok."

“E então na mesma volta eu estava longe na última curva, e quando eu voltei eu vi Jack e ele estava mexendo quando que me viu. Eu apenas fui para o meio-fio e ele simplesmente passou por cima de mim e nós dois nos tocamos."

“Quase batemos na reta, então acho que foi super arriscado, foi uma manobra super perigosa. Acho que foi intencional."

“Se você tiver tempo, compare as imagens de Aleix Espargaró e eu e Miller e eu."

“Ele correu muito na última curva, me viu, ficou do lado de fora da pista e eu não o acertei, apenas respeito os rivais."

“E eu acho que Jack não mostrou respeito neste caso. Era a mesma coisa, mas com pilotos diferentes, então você pode julgar. ”

Questionado pela Autosport se ele achava que Miller merecia uma penalidade, ele acrescentou: “Bem, eu acho que a equipe vai julgar se eles têm que apelar ou algo do tipo".

“Com certeza tem que ser investigado porque esses movimentos na MotoGP estão além do limite. Então, se foi intencional como eu falei, se ele fez de propósito, ele merece uma penalidade."

“Se não, não, mas acho que ele moveu a cabeça [e viu] perfeitamente.”

O piloto da Ducati, por outro lado, não fez muitos comentários sobre o incidente, mas disse que as colisões nas quais ele se envolveu foram apenas uma natureza do GP de Doha e acredita que uma penalidade teria sido "errada".

“Quer dizer, houve poucos contatos, mas você sabe, era o jeito que a corrida estava indo, um pouco de contato aqui e ali”, disse Miller.

“Acho que foi apenas uma daquelas coisas."

“Ambos vimos o que aconteceu, todo mundo viu o que aconteceu e continuamos correndo depois disso."

“Já havia sido atingido acho que três vezes antes. Então, parecia que era dessa forma que a corrida estava indo", concluiu. 

F1: Nova ORDEM de forças? Veja análise DETALHADA sobre como Mercedes pode PERDER briga para Red Bull

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo revela “pressão” por substituir Rossi após vitória no Catar

Artigo anterior

MotoGP: Quartararo revela “pressão” por substituir Rossi após vitória no Catar

Próximo artigo

MotoGP: Rossi vê evolução, mas quer volta à Europa para brigar na frente

MotoGP: Rossi vê evolução, mas quer volta à Europa para brigar na frente
Carregar comentários