MotoGP - Nakagami tem alta após noite na UTI e pede desculpas por acidente em Barcelona: "Tudo minha culpa"

Apesar dos exames não terem detectado lesões, equipe médica o manteve sob observação por 24 horas por precaução

MotoGP - Nakagami tem alta após noite na UTI e pede desculpas por acidente em Barcelona: "Tudo minha culpa"
Carregar reprodutor de áudio

Nesta segunda-feira, Takaaki Nakagami recebeu alta do hospital "sem nenhuma lesão séria" após sua polêmica batida na largada do GP da Catalunha de MotoGP, com Francesco Bagnaia e Álex Rins.

O japonês da LCR Honda bateu ao frear agressivamente na chegada à primeira curva, levando consigo os pilotos da Ducati e da Suzuki.

Leia também:

Rins, que detonou os comissários da MotoGP por determinarem o caso um incidente de corrida, saiu com uma fratura no punho, enquanto Nakagami foi mantido no hospital por 24 horas pelo fato de ter acertado a roda traseira de Bagnaia com seu rosto.

Nakagami disse não ter sofrido nenhuma fratura e que está ok após a noite no Hospital Geral da Catalunha, em Barcelona. Ele também pediu desculpas a ambos os pilotos pelo acidente, aceitando a culpa.

"Primeiro, quero pedir desculpas a Álex Rins e Pecco Bagnaia pelo acidente de ontem. Foi totalmente minha culpa. Desejo a Rins uma pronta recuperação, e espero que ele esteja em forma para o GP da Alemanha".

"Após a batida de ontem, me senti sortudo, porque saí sem nenhuma lesão séria, nenhuma fratura e estou ok. Passei a noite na UTI sob observação, mas tudo está bem. Então tentarei estar bem para a próxima corrida, no Sachsenring".

Takaaki Nakagami, Team LCR Honda bike

Takaaki Nakagami, Team LCR Honda bike

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

A batida vem uma semana após Nakagami e Rins terem se envolvido em outro incidente em Mugello, com o piloto da Suzuki chamando o da Honda de "um dos mais perigosos" do grid. O acidente do domingo levou a críticas de outros pilotos, especialmente pela decisão de não punir o japonês.

Rins cobrou a mudança dos comissários, dizendo que eles não estão "no nível da MotoGP", enquanto Franco Morbidelli disse que a decisão é boa apenas para o show e não os pilotos.

Bagnaia, cuja luta pelo título foi afetada pelo abandono, disse ter ficado "desapontado" com o que aconteceu, classificando o caso como "inaceitável", enquanto Fabio Quartararo também sentiu que a batida não deveria ser classificada como incidente de corrida, pedindo aos pilotos que sejam "conscientes" dos perigos.

Johann Zarco, da Pramac, disse que Nakagami "perdeu todo seu crédito" com os pilotos que o apoiaram após o caso de Mugello, um tema que foi levantado na última sexta, durante a reunião da comissão de segurança em Barcelona.

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #180 – ‘Autossabotagem’ da Ferrari pode fazê-la perder título da F1 em 2022?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo dispara na liderança; veja a classificação do Mundial após o GP da Catalunha
Artigo anterior

MotoGP: Quartararo dispara na liderança; veja a classificação do Mundial após o GP da Catalunha

Próximo artigo

MotoGP: Miller será piloto da KTM para temporada 2023 no lugar de Oliveira

MotoGP: Miller será piloto da KTM para temporada 2023 no lugar de Oliveira