MotoGP: Com lesões sérias na mão direita, Nakagami encerrou treino no Japão com "luva cheia de sangue"

Piloto da LCR Honda colidiu com Marc Márquez no fim de semana anterior e está lidando com lacerações no quarto e quinto dedo

Takaaki Nakagami, Team LCR Honda

Gold and Goose / Motorsport Images

Takaaki Nakagami sofreu lacerações no quarto e quinto dedos da mão direita na colisão com Marc Márquez no GP de Aragón do último fim de semana na MotoGP e o problema o incomodou nesta sexta-feira durante o treino livre no Japão.

Depois de ter feito tratamento na segunda-feira antes de ir para casa Motegi pilotar, Nakagami fechou a atividade em pista a pouco menos de quatro décimos do melhor tempo do TL1, ficando em 12º. Mas, detalhando suas terríveis lesões, Nakagami admite que não tem certeza se pode completar a corrida no domingo e terá sua condição física avaliada novamente após a qualificação neste sábado.

Leia também:

“O médico diz que perdi 20% do tendão do quarto dedo e o quinto dedo é mais de 60%”, disse. “Então, o quinto dedo é o mais danificado. O bom é que não precisamos do enxerto de pele.

“Ok, [a ferida] está totalmente aberta, mas o médico pode fechar minha pele. Parece muito ruim, não é legal. O sangue saiu durante o dia e depois da sessão, parece muito ruim. Então é por isso que eu preciso verificar novamente.”

Takaaki Nakagami, Team LCR Honda

Takaaki Nakagami, Team LCR Honda

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Questionado sobre quais tratamentos ele vem fazendo na mão, Nakagami acrescentou: “Hoje tentamos uma fita fina porque se for maior [como o curativo] não posso colocar as luvas. Então, é muito difícil porque preciso usar muito, mas precisamos proteger."

“Então, é muito difícil saber qual caminho tomar. É por isso que depois da sessão eu tenho que me proteger mais para tentar não me mexer e tentar descansar. As luvas foram modificadas para ficarem um pouco maiores e mais rígidas. Foi muito bom, então vamos ver amanhã.

“Durante a sessão e após a sessão a luva estava cheia de sangue. Essa [distância da corrida] é o ponto de interrogação para mim. Hoje foi uma hora e 15 minutos, mas foram corridas bem curtas e acho que cinco saídas.

“O bom foi que conseguimos melhorar, mas a questão é o longo prazo. Para a distância da corrida, no momento não estou confortável.

“É importante como podemos manter a consistência e a potência e esta pista é muito exigente fisicamente. Não posso dizer nada porque no momento não [não posso fazer a distância da corrida].”

VÍDEO: O rumor sobre da Matta comandar a Audi na F1

Podcast #196 - Após recorde, qual Alonso ficará para a história da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 
 
 
 
 
 
 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Miller lidera treino livre 1 estendido no Japão, com queda de Bastianini
Próximo artigo MotoGP - Márquez: "Quando luto por um título, jogo as cartas de forma diferente"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil