MotoGP GP da França

MotoGP: Pol Espargaró dá a primeira atualização sobre recuperação após grave acidente em Portimão

Espanhol finalmente pode falar novamente após ficar um mês com a mandíbula imobilizada

Pol Espargaro, Tech3 GASGAS Factory Racing crash

O piloto da Tech3 GasGas na MotoGP, Pol Espargaró, falou publicamente pela primeira vez em mais de um mês para dar atualizações sobre o processo de recuperação após o grave acidente sofrido nos treinos livres do GP de Portugal.

O espanhol foi arremessado com violência de sua moto nos minutos finais do TL2 na etapa de abertura da temporada. Após rolar pela caixa de brita, ele terminou atingindo uma barreira que não tinha nenhum tipo de proteção.

Leia também:

O espanhol foi levado ao hospital, onde foi diagnosticado com múltiplas fraturas, incluindo mandíbula e vértebras. Ele passou por uma cirurgia e, nas últimas quatro semanas, ficou com a mandíbula estabilizada para ajudar na recuperação.

Agora, podendo falar novamente, Espargaró foi às redes sociais falar sobre o processo de recuperação.

"Finalmente estou de volta às redes sociais", disse. "Faz um mês e uma semana desde a batida. Posso falar um pouco, porque quebrei minha mandíbula em duas partes e fiquei com ela completamente imobilizada por quatro semanas".

"Não podia comer, perdi muito peso. Mas finalmente posso sorrir e falar bem. Também tive um problema no meu ouvido que também foi operado. Tive várias lesões".

 

"Tive oito fraturas pelo corpo: duas nas costelas, uma no pescoço, três nas costas, que levam um pouco mais para curar porque os médicos são mais cautelosos. Tem uma vértebra que perdeu metade do seu tamanho. Então quando você lida com esse tipo de lesão nas vértebras precisa ser muito cuidadoso, porque assim que você lesiona uma, fica fácil lesionar a coluna".

"Então estamos trabalhando diretamente com os médicos para voltar o mais rápido possível. Preciso voltar saudável, mas eu sou o primeiro a querer subir novamente na moto, especialmente após os resultados de Jerez [com a KTM vencendo a sprint e colocando duas motos no pódio do GP]. A fábrica está trabalhando e a moto é um foguete".

"Então mal posso esperar. Quero agradecer a todos pelas mensagens. Foi super importante para me manter motivado, me manter feliz para voltar o mais rápido possível. Também, muito obrigado à minha equipe e a todos que estão comigo. Mal posso esperar para voltar a subir na moto. Não sei quando será, espero que seja logo".

Espargaró está sendo substituído na Tech3 pelo ex-piloto da equipe quando era satélite da Yamaha, Jonas Fogler. Sob o nome oficial da GasGas, a equipe segue utilizando motos KTM. Já o espanhol viveu dois anos difíceis na Honda antes de voltar à KTM, pela qual correu entre 2017 e 2020.

Aston Martin-Honda? RICO PENTEADO fala de "foto misteriosa", IMPACTO do acordo na F1 e mais; assista

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #227 - Quem tem mais a ganhar e a perder após 'miniférias' da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP faz teste com sistema de comunicação via rádio para pilotos em Jerez
Próximo artigo MotoGP: Lesionado, Oliveira perde GP da França; Savadori substitui

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil