Pedrosa admite que não encontra ritmo no início das provas

Espanhol fez uma corrida discreta na Áustria e só conseguiu subir para o sétimo lugar

Pedrosa admite que não encontra ritmo no início das provas
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Tito Rabat, Avintia Racing, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Dani Pedrosa começou o fim de semana mais motivado do que as corridas anteriores, mas já no treino classificatório se viu que os problemas se repetiam. O catalão só conseguiu ser o nono do grid e foi forçado a fazer uma corrida de recuperação.

Para complicar, ele ficou preso em um funil na curva 3 na primeira volta.

"Tive azar na terceira curva, quase me fizeram um sanduíche", explicou Pedrosa. "Saí da pista e perdi cerca de cinco posições, tive que voltar, consegui ultrapassar mais do que o habitual."

O piloto da Honda voltou a se sentir melhor com as voltas acontecendo, embora, como reconheceu, se afastou do ritmo dos ponteiros da prova.

"Me encontrei no mesmo de sempre, não sei porque no começo da corrida não há como ter boas sensações, elas são melhores nos treinos e eu sempre acho que estarei à frente do que faço mais tarde na corrida. Minhas últimas voltas foram muito boas", disse ele.

"Eu não tenho as melhores sensações no início da corrida para atacar, é claro que eu estou lutando para descobrir como ir mais rápido e ter mais margem de manobra no começo, que é quando a diferença é feita. Caindo uma ou duas posições, você não está entre os ponteiros, é difícil encontrar as sensações que estou procurando", concluiu.

compartilhar
comentários
Redding e Viñales detonam suas equipes e incendeiam MotoGP
Artigo anterior

Redding e Viñales detonam suas equipes e incendeiam MotoGP

Próximo artigo

Angel Nieto desce para a Moto2 em 2019

Angel Nieto desce para a Moto2 em 2019
Carregar comentários