MotoGP
R
GP do Catar
05 mar
-
08 mar
Próximo evento em
42 dias
R
GP da Tailândia
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
56 dias
R
GP das Américas
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
70 dias
R
GP da Argentina
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
84 dias
R
GP da Espanha
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
98 dias
R
GP da França
14 mai
-
17 mai
Próximo evento em
112 dias
R
GP da Itália
28 mai
-
31 mai
Próximo evento em
126 dias
R
GP da Catalunha
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
133 dias
R
GP da Alemanha
18 jun
-
21 jun
Próximo evento em
147 dias
R
GP da Holanda
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
154 dias
R
GP da Finlândia
09 jul
-
12 jul
Próximo evento em
168 dias
R
GP da República Tcheca
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
196 dias
R
GP da Áustria
13 ago
-
16 ago
Próximo evento em
203 dias
R
GP da Grã-Bretanha
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
217 dias
R
GP de San Marino
10 set
-
13 set
Próximo evento em
231 dias
R
GP de Aragón
01 out
-
04 out
Próximo evento em
252 dias
R
GP do Japão
15 out
-
18 out
Próximo evento em
266 dias
R
GP da Austrália
23 out
-
25 out
Próximo evento em
274 dias
R
GP da Malásia
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
280 dias
R
GP de Valência
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
294 dias

Rossi diz que Yamaha está melhor que em 2018, apesar de dificuldades na Espanha

compartilhar
comentários
Rossi diz que Yamaha está melhor que em 2018, apesar de dificuldades na Espanha
Por:
6 de mai de 2019 15:15

Lenda da motovelocidade, italiano confia no rendimento da equipe japonesa mesmo após sofrer no Circuito Ángel Nieto, em Jerez

Heptacampeão da MotoGP, o experiente Valentino Rossi, de 40 anos, continua convencido de que a Yamaha de 2019 é mais competitiva do que a versão do ano passado, apesar de ter sido menos rápido do que o esperado em Jerez. O italiano largou apenas em 13º e terminou em sexto, em seu pior resultado do campeonato, mas mantém confiança: "Somos mais fortes que no ano passado. O caminho é longo, o desafio é muito grande, mas trabalhamos bem”.

“Nós estamos em uma boa direção. Não estou muito contente, porque espero que possamos lutar pelo pódio. No final eu estava um pouco mais lento, mas acho que podemos lutar. Eu não estou tão longe no campeonato. O maior problema é Márquez, porque ele é claramente o mais rápido. Se ele não tivesse caído em Austin, a diferença já seria ainda maior”, disse o companheiro de Maverick Viñales, terceiro colocado na corrida deste domingo.

O editor recomenda:


Rossi completou: "Nós estamos lá perto, apenas nove pontos atrás. Mas Alex Rins também é muito forte, além de Andrea Dovizioso. Só que podemos lutar para tentar fazer alguns pódios e ganhar algumas corridas".

Em Jerez, porém, o ‘Doutor’ sofreu. "Eu não fui muito forte durante todo o fim de semana. No começo da corrida, eu lutei com o Jack Miller, mas não era forte o suficiente para ultrapassar. Talvez se eu fosse direto para o Q2 poderia ter largado na segunda ou terceira fila. Se eu começar mais na frente, posso ficar com o grupo do topo".

"Não sei o que deveríamos esperar aqui em Jerez, mas eu queria ser forte como em Austin, por exemplo, só que infelizmente sofremos um pouco mais. Mas também temos muitas coisas boas, porque se a minha posição for pior do que no ano passado, a minha corrida foi muito melhor.

“No ano passado eu terminei em quinto, mas perdi a briga na frente. Agora, o ritmo da corrida foi muito, muito, muito rápido. Me sinto mais confortável com a motocicleta e especialmente nas últimas voltas eu fui bem rápido".

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
MotoGP: Apesar de decepção, Quartararo se diz "feliz" na Espanha

Artigo anterior

MotoGP: Apesar de decepção, Quartararo se diz "feliz" na Espanha

Próximo artigo

MotoGP: 12º em Jerez, Lorenzo admite estar "preocupado, desapontado e triste"

MotoGP: 12º em Jerez, Lorenzo admite estar "preocupado, desapontado e triste"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Espanha
Sub-evento Race
Pilotos Valentino Rossi Compre Agora
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Valentin Khorounzhiy