Porsche Cup Interlagos III - Sprint

Porsche Cup coroa Nicolas Costa e Antonella Bassani como campeões em Interlagos

Corridas preliminares do GP São Paulo de F1 tiveram vitórias de Nicolas Costa na Carrera Cup e Josimar Junior na Sprint Challenge

Nicolas Costa

Os campeonatos de sprint da temporada 2023 da Porsche Cup C6 Bank Mastercard ficaram com pilotos estreantes. Nicolas Costa obteve em Interlagos sua sétima vitória no ano, levando com autoridade o título da Carrera Cup.

Antonella Bassani abandonou a prova como consequência de um incidente na largada, mas ficou com a coroa da Sprint Challenge após deliberação dos comissários desportivos.

Leia também:

Eles assim escrevem seus nomes na história de 19 anos da categoria dos carros de competição mais produzidos no planeta. Costa dominou desde o início do ano, ganhou corridas em todas as praças por onde o campeonato passou e foi especialmente eficaz em Interlagos.

Antonella, aos 17 anos de idade, já havia feito história ao ser a primeira mulher a anotar uma pole, depois a vencer corrida e agora é a primeira campeã do evento.

A rodada final consagrou também os vencedores dos subcampeonatos. Lucas Salles recebeu o prêmio como melhor do ano na Carrera Sport e Edu Guedes, graças à vitória na divisão no domingo, conquistou a Carrera Rookie. Já o campeonato da Challenge Sport ficou com Antonio Junqueira, com Celio Brasil confirmando a conquista da Challenge Rookie.

As duas corridas que marcaram a abertura do domingo de GP São Paulo de F1 tiveram emoção do início ao fim. Único piloto do grid a correr pelas duas categorias em Interlagos, Josimar Junior ganhou pela primeira vez na Challenge, favorecido por um formidável início de corrida. Já Nicolas Costa converteu pole em vitória mais uma vez, se defendendo habilmente dos ataques de Miguel Paludo e Marçal Müller.

A próxima etapa do calendário marca o fim do campeonato de Endurance, no dia 18 de novembro para corrida de 500 km novamente em Interlagos.

As corridas

Carrera Cup

O pole Nicolas Costa segurou a liderança, seguido por Paludo. Werner Neugebauer saltou bem, de quinto para terceiro. Lucas Salles conservou o quarto lugar, enquanto Marçal Muller caiu de terceiro para quinto. Mas Marçal logo deu o troco em Salles e a seguir surpreendeu Werner na Junção, retomando o terceiro lugar.

Em quinto, Salles fechou a primeira volta liderando na Sport. Em 13º, Edu Guedes era o líder na Rookie.

Na volta 3 Muller emparelhou com Paludo na primeira perna do S do Senna, mas o heptacampeão conservou a vice-liderança na tomada da curva do Sol.

Neugebauer recolheu o carro na quarta volta. Assim Salles herdou o quarto lugar e Alceu Feldmann ingressou no top5.

Catapultado pela melhor volta da prova, Paludo colou em Nicolas pela liderança. Feldmann então passou Salles para ser quarto.

Enquanto isso, a disputa na Rookie era intensa, envolvendo Edu Guedes, João Barbosa, Josimar Junior e Leo Sanchez.

A volta 9 foi aberta com diferença entre Paludo e Marçal na casa dos milésimos. Muller emparelhou, mas ficou por fora no Piheirinho e assim Paludo sustentou o segundo lugar.

A menos de dez minutos da abertura da volta final, Raijan Mascarello alcançou Salles em disputa pela quinta posição e liderança na Sport.

Muller então contornou bem a Junção e soube se posicionar por dentro de Paludo na subida do Café. Teve a melhor trajetória na reta e concretizou a manobra pelo segundo lugar na freada para o S do Senna.

A três minutos do fim, Marçal havia reduzido para menos de 1s a margem de Nicolas na liderança. Na Sport, Raijan seguia insistindo para cima de Salles, em disputa que favoreceu a chegada de Nelson Monteiro e Peter Ferter. Pela Rookie, Edu Guedes seguia na liderança com 14º lugar no geral.

Costa levou até a bandeirada com autoridade, selando uma brilhante temporada para seu primeiro título na Carrera Cup –foram sete vitórias em 12 corridas. Muller recebeu a bandeirada em segundo. Paludo foi terceiro, sacramentando mais um vice-campeonato. Feldmann cruzou em quarto.

Lucas Salles venceu novamente na Sport, com direito a quinto lugar no geral. Em 14º, Edu Guedes venceu na Rookie, para ser campeão na divisão.

Sprint Challenge

Na largada o pole Cristian Mohr sustentou a liderança, com Eduardo Taurisano acompanhando a seu lado. Antonella Bassani, agressiva, atacou pela linha interna e Marcelo Tomasoni fechou a porta. O contato foi inevitável, e Antonella acabou prensada no muro interno, perdendo terreno a seguir. Outro que ficou pelo caminho na volta inicial foi Antonio Junqueira, ameaçando suas pretensões de título da Challenge Sport.

O safety-car então foi acionado, com o top5 mostrando Mohr, Taurisano, Sebá Malucelli (liderando na Sport), Josimar Junior e Tomasoni. Na Rookie, o líder era Marco Túlio, em décimo no geral.

Antonella aproveitou a neutralização da prova e passou nos pits para trocar pneu, mas realinhou com uma volta de desvantagem. Junqueira também conseguiu seguir na prova, igualmente uma volta atrás do líder Mohr.

A corrida voltou ao regime de bandeira verde na abertura da volta 4. Taurisano foi atacado por fora por Josimar Junior, que assumiu a vice-liderança em bela manobra. Malucelli aproveitou e também superou o Porsche #88.

Na quinta volta Tomasoni perdeu rendimento e foi engolido pelo pelotão com o semieixo de seu carro quebrado.

Na passagem seguinte, Josimar Junior mergulhou por dentro de Mohr para ser líder em grande manobra. Taurisano imediatamente abriu ataque sobre Mohr.

Taurisano e Malucelli passaram Mohr no início da volta 7. E o pole-position imediatamente recebeu ataque de Gustavo Zanon. Este acabou concretizando a ultrapassagem no S do Senna na volta seguinte, para ser quarto.

Sem rendimento, Mohr a seguir foi ultrapassado também por Sadak Leite, Israel Salmene Miguel Mariotti.

A menos de dez minutos da bandeirada, Taurisano colou em Josimar pela liderança da prova. Mas a disputa foi interrompida por nova intervenção do carro de segurança para resgate do carro de Walter Lester. Durante a bandeira amarela, Antonella recolheu seu carro para box, abandonando a corrida.

A relargada veio na volta 10. Josimar segurou a liderança, seguido por Tomasoni. Zanon então desafiava Malucelli pelo terceiro lugar, enquanto Sadak buscava a todo custo ganhar posições para assumir a liderança na Sport, o único resultado que lhe daria o título no subcampeonato.

Taurisano embutiu na traseira de Josimar na volta 12, determinado a repetir a vitória da véspera. Eles percorreram lado a lado o Bico de Pato e o Pinheirinho, mas Josimar se segurou na frente.

Na volta final os dois novamente ficaram lado a lado duas vezes, mas Josimar foi hábil ao deixar a linha externa para o concorrente e venceu com autoridade pela primeira vez na carreira. Taurisano teve que se contentar com o segundo lugar. Malucelli passou em terceiro, vencendo na Sport. Zanon foi quarto e Miguel Mariotti completou o pódio. Em nono, Célio Brasil venceu novamente na Rookie, com um belo desfecho ao seu título na divisão de entrada.

Após o término da corrida, os comissários desportivos avaliaram o incidente da largada entre Tomasoni e Antonella e puniram o primeiro com desclassificação. Por força do regulamento, este resultado não pode ser descartado (diferentemente do zero ponto pelo abandono de Antonella na corrida). Assim a adolescente ficou à frente do concorrente direto na classificação final, com a aplicação dos dois descartes mandatórios.

O que eles disseram:

"Estou muito emocionado, foi um final de semana incrível que eu vou levar para sempre. Subir duas vezes no pódio da Fórmula 1 em primeiro lugar e garantir o título do campeonato é algo único. Desde 2016 eu não fazia uma temporada completa. Minha vida é competir e correr, então precisamos saborear esse momento e agora é aproveitar. Foi uma corrida tensa, em ritmo de classificação durante a prova toda. Trabalhei muito para não deixar o Miguel e o Marçal chegarem em mim e consegui controlar bem a distância."

Nicolas Costa

"Muito feliz com a temporada. Tive duas etapas de adaptação ao carro e mesmo com a pole no Velocitta, ainda não estava com toda a noção de espaço que precisava. Foram duas vitórias no ano, duas poles, primeira mulher a vencer na categoria, segunda no mundo a fazer pole. Cresci como mulher e como piloto aqui dentro com todo o apoio da Porsche Cup. Foi um ano muito bom. Estou muito feliz com meu desempenho e com a conquista."

Antonella Bassani

"Foi uma corrida espetacular, consegui fazer uma ótima largada e mantive um bom ritmo durante a prova. O Eduardo Taurisano veio muito forte no final da prova, mas consegui segurar ele. É uma vitória que vai ficar marcada para sempre na minha memória."

Josimar Junior

"Foi um ano muito importante para mim, na corrida é um momento onde nos concentramos aqui 100% e podemos esquecer um pouco das outras coisas da vida e isso me faz muito bem. Feliz com o resultado deste ano, foram muitas vitórias, mas nem por isso foi fácil. Hoje tive problemas com os freios, não estava conseguindo parar o carro direito. Feliz com a vitória na Sport e podendo fechar o ano com chave de ouro."

Lucas Salles

"Foi demais! Foi muito especial para mim. Precisava chegar em primeiro para ser campeão e consegui isso no finalzinho. Terminamos empatados em pontos, mas na frente pelo número de vitórias, então ficou para nós esse título."

Edu Guedes

"Muita coisa positiva para se olhar aqui neste ano. Recorde de vitórias na categoria, sete campeonatos conquistados e estar na briga todo ano, o que é nosso objetivo sempre. Se não der para ser campeão, vamos sempre estar brigando. Mais uma vez estivemos batalhando por isso, durante a etapa disputamos as duas vitórias, ontem com mais chances que hoje. O acerto do carro faltou um pouco hoje e não consegui desempenhar até o final. Consegui terminar em terceiro e subir ao pódio da Fórmula 1 é sempre especial. Agora vamos voltar com foco para a próxima temporada e fechar o ano bem com uma grande etapa de Endurance."

Miguel Paludo

"Foi uma temporada muito boa de performance, mas não tão boa nos resultados finais. Tivemos diversos contratempos ao longo do ano,  principalmente estar no lugar errado na hora errada. Estou feliz com o desempenho, não tive boas classificações e isso me fez conseguir muitas ultrapassagens ao longo do ano, acredito que tenha tido uma boa exposição aos meus patrocinadores por conta disso. Foi um ano bom, é gratificante ficar em terceiro no meio de tantos nomes bons, claro que nossa ideia era ser campeão, mas nem sempre dá certo. Agora é focar na Endurance, estamos em primeiro no campeonato e vamos focar em conquistar o título."

Marçal Muller

Verstappen tem EXIBIÇÃO DE GALA em SP; Alonso X Pérez em pega INSANO e Mercedes "MISERÁVEL"

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #254 – O que esperar do GP de São Paulo, em Interlagos?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Porsche Cup: Raijan fecha temporada com pódio e celebra ano de estreia
Próximo artigo Porsche Cup: Confira horários e como assistir à etapa endurance de Interlagos, a última da temporada 2023

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil