Stock Series Interlagos

Tomaselli fala sobre saída da Europa e retorno ao automobilismo nacional em temporada de estreia na Stock Series

Catarinense de 25 anos competiu na W Series por dois anos; meta é conseguir uma vaga na Stock Car

Bruna Tomaselli; Stock Series

Depois de passar pela W Series, categoria internacional totalmente feminina, Bruna Tomaselli retorna ao automobilismo brasileiro para sua primeira temporada na Stock Series

Leia também:

Catarinense de 25 anos, Tomaselli já teve passagens pela F4 Sul-Americana, pela USF2000, classe que compõe o programa Road to Indy nos Estados Unidos e Endurance Brasil, em 2020, antes de se aventurar na W Series em 2021 e 2022 - categoria que, atualmente, passa por problemas financeiros. Na temporada passada, a série precisou encerrar o campeonato mais cedo para poder arrecadar fundos para conseguir sustentar o calendário em 2023. 

Em entrevista exclusiva ao Motorsport.com, Bruna contou por que decidiu retornar ao Brasil e não seguir carreira na Europa em 2023, em categorias como a F1 Academy, novo projeto 'de base' da FIA também totalmente dedicado às mulheres com o intuito de levá-las até a Fórmula 1.

"Muito pela questão financeira, lá [na Europa] é tudo muito mais caro que aqui e por ser também o que cabia financeiramente. Como a W Series não divulgou nada ainda sobre o que eles vão fazer, eu optei por competir na Stock Series", analisou.

Acostumada a guiar fórmulas, Tomaselli viu na Series a oportunidade de aprender melhor sobre os carros de uma das principais categorias do Brasil visando uma possível 'escalada' até a Stock Car no futuro a médio prazo. 

"O carro é diferente, eu competia antes só de fórmula, então vi a diferença. Ele é maior, mais pesado, a pilotagem é diferente. Por ser mais pesado, a freada muda, mas é um carro muito bom de guiar. A equipe também está me ajudando bastante, então estou confiante com a temporada", ponderou.

"Além de ser um campeonato muito forte aqui no Brasil, é a categoria de acesso à Stock Car e eu penso um dia em chegar na Stock. Então, para começar a aprender, por eu sempre ter competido fora [do país], eu precisava entender esses carros e optei pela Series", encerrou. 

Bronca de Hamilton com Mercedes: como cockpit adiantado atrapalha heptacampeão na F1 2023

Ouça o podcast Motorsport.com, que debate se Galvão faz falta no momento atual da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Robe lidera treino e Tomaselli se destaca na Stock Series em Interlagos
Próximo artigo Stock Series: Zezinho Muggiati é pole das corridas 1 e 2 em Interlagos

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil