Stock Car Brasil
18 out
-
20 out
Evento encerrado
08 nov
-
10 nov
Evento encerrado
22 nov
-
24 nov
Evento encerrado
13 dez
-
15 dez
Evento encerrado

Especial Stock Car: Em ano histórico, rivais tentam impedir Serra de repetir pai

compartilhar
comentários
Especial Stock Car: Em ano histórico, rivais tentam impedir Serra de repetir pai
Por:
5 de abr de 2019 11:25

Saiba tudo sobre a temporada que marca o 40º aniversário da maior categoria do esporte a motor brasileiro

Neste final de semana a Stock Car inicia sua 41ª temporada, completando 40 anos de existência e logo em sua corrida de número 500. A ocasião é especialíssima para a categoria mais longeva e de mais renome no Brasil. O momento é também bastante significativo: em termos de competitividade e investimento das equipes, o campeonato vive um marco.

Com pilotos como Rubens Barrichello, Thiago Camilo, Cacá Bueno, Felipe Fraga, Átila Abreu, Nelsinho Piquet, Ricardo Maurício, Ricardo Zonta, Max Wilson e o atual bicampeão Daniel Serra no grid, a receita está na mesa para uma temporada clássica para marcar este ano icônico para a Stock Car.

Leia também:


Mas no que ficar de olho na temporada 2019? Conheça algumas questões chave:

Hat-trick da família Serra pela segunda vez?

Dominador das duas últimas temporadas, Daniel Serra tem a oportunidade de igualar o feito de seu pai em 2019. Entre 1999 e 2001, Chico Serra conquistou de maneira seguida seus três títulos na categoria. Neste ano, Daniel terá a mesma estrutura vencedora que lhe proporcionou os dois anos de sonho que teve em 2017 e 2018.

Mas internamente Serrinha terá na mesma estrutura a volta do bicampeão Ricardo Maurício, que teve um 2018 para esquecer na equipe Full Time. Além de Ricardinho, Max Wilson seguirá como seu parceiro de patrocínio, apesar de estar na segunda equipe de Rosinei Campos, a RCM.

Oposição de respeito

Fora da Eurofarma RC, Daniel também contará com toda a pressão do experiente duo da Cimed Racing, liderado por Felipe Fraga – seu principal opositor no último ano. O tocantinense sofreu com uma primeira parte de campeonato ruim em 2018, mas no fim fez Serrinha suar para garantir o bicampeonato, apesar de um azar na classificação na última prova.

O pentacampeão Cacá Bueno – o maior campeão da atualidade – também tem tudo para se recuperar das duas últimas temporadas, nas quais tentou ao máximo se adaptar à Cimed, mas ainda sem o mesmo sucesso de Fraga.

Depois de um ano prejudicado pela falta de performance, a Ipiranga Racing – capitaneada pelo multicampeão Andrea Mattheis – tem tudo para retornar às primeiras posições com Thiago Camilo, que ainda busca o sonhado primeiro título iniciando sua 18ª temporada na categoria.

Não esqueçamos também de Rubens Barrichello, que no último ano conquistou sua segunda vitória na Corrida do Milhão. Entretanto, como mostrado nas duas últimas temporadas, a constância não foi o forte de sua equipe, a Full Time. E neste ano ele terá a companhia no time principal de Maurício Ferreira de Nelsinho Piquet, que terá foco total na Stock Car após sua saída da Fórmula E.

Vencedora de cinco corridas no ano passado, a Shell V-Power também pode incomodar em 2019 com Átila Abreu e Ricardo Zonta. No entanto, a equipe comandada por Thiago Meneghel mostrou nos últimos anos uma certa fraqueza em classificação, algo que deve ser melhorado se o time quiser lutar pelas primeiras posições com maior frequência. No ano passado, o time faturou quatro vitórias em corridas 2, e apenas uma em corrida 1.

Caras novas

Campeão de 2015, Marcos Gomes está de casa nova para a temporada de 2019. Depois de quatro temporadas na Cimed, ele entra na equipe estreante KTF, comandada por Enzo Bortoleto. Além do currículo de Marquinhos, o time conta também com toda a experiência de Diego Nunes, que entra em sua décima temporada no campeonato.

Além do novo time, a categoria também conta com estreantes bastante promissores. Membro da academia da Shell, Gaetano di Mauro, de 21 anos, surpreendeu em sua estreia na última prova do ano passado (pela RCM, ex-Hero Motorsport), e ganhou uma temporada completa da equipe Shell Helix Ultra – segundo time da Full Time.

Ao lado dele, Marcel Coletta estará no grid e fará história no Velopark se tornando o piloto mais jovem a correr pela categoria, com 17 anos de idade na Crown Racing – segundo time da Cimed, ao lado do também jovem Gabriel Casagrande, de 24 anos. Outro estreante, Pedro Cardoso, de 20 anos, também irá compor o grid deste ano.

Grid

Mas, apesar de todos os ingredientes, a cereja do bolo da Stock Car continua sendo a proximidade dos carros. Em uma categoria que corre nos relativamente pequenos autódromos brasileiros colocando 20 pilotos no mesmo segundo, um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença entre um pódio e estar fora do top-10.

É por isso que a temporada promete tanto. Nem os mais renomados pilotos do campeonato podem se dar ao luxo de errar ou ter um final de semana ruim para chegar com boas chances à final do campeonato, em dezembro em Interlagos.

Quem triunfará neste ano histórico? A resposta começa a ser dada neste final de semana no Velopark.

Confira o calendário:

1. 7 de abril: Velopark, Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul
2. 5 de maio: 
Velo Città, Mogi Guaçu, SP
3. 19 de maio: 
Goiânia, Goiás
4. 9 de junho: 
Londrina, Paraná
5. 21 de julho: 
Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul
6. 11 de agosto: 
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
7. 25 de agosto: 
Corrida do Milhão, Interlagos, São Paulo
8. 15 de setembro: 
Curitiba, Paraná*
9. 20 de outubro: 
Cascavel, Paraná
10. 10 de novembro: 
Tarumã, Viamão, Rio Grande do Sul*
11. 24 de novembro: 
Goiânia, Goiás
12. 15 de dezembro: 
Interlagos, São Paulo

*Etapa a ser confirmada

Próximo artigo
Coluna do Vicente Sfeir: Stock Car, uma senhora de 40 anos

Artigo anterior

Coluna do Vicente Sfeir: Stock Car, uma senhora de 40 anos

Próximo artigo

GALERIA: Confira todos os carros e pilotos da temporada 2019 da Stock Car

GALERIA: Confira todos os carros e pilotos da temporada 2019 da Stock Car
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Autor Gabriel Lima