Fórmula 1 IndyCar
12 set
Evento encerrado
NASCAR Cup
18 out
Evento encerrado
R
Texas II
25 out
Próximo evento em
3 dias
Stock Car Brasil
03 out
Evento encerrado
R
06 nov
Próximo evento em
15 dias
MotoGP
16 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled

Vandoorne não aprendeu muito no Japão, diz chefe da GP2

compartilhar
comentários
Vandoorne não aprendeu muito no Japão, diz chefe da GP2
Por:
Co-autor: Oleg Karpov

Bruno Michel acredita que o ex-campeão ganhou pouco por estar um ano na Super Fórmula em 2016

Pierre Gasly, PREMA Racing
Pierre Gasly, PREMA Racing
Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS16
Polesitter Stoffel Vandoorne, Dandelion Racing
Stoffel Vandoorne, Dandelion Racing
Stoffel Vandoorne, Dandelion Racing
Podium: winner Naoki Yamamoto, Team Mugen, second place Yuji Kunimoto, Cerumo Inging, third place Stoffel Vandoorne, Dandelion Racing

Depois de dominar a GP2 em 2015, Stoffel Vandoorne, passou a temporada 2016 na Super Fórmula, a fim de se manter em atividade antes de sua estreia na Fórmula 1 na McLaren.

O belga teve uma campanha muito bem sucedida no Japão com a equipe Docomo Dandelion, terminando como o melhor piloto da Honda na classificação (quarto colocado no geral), vencendo corridas em Aida e Suzuka.

O campeão deste ano da GP2, Pierre Gasly, está pronto para fazer algo semelhante, esperando oportunidade na Red Bull e chegando a um acordo na Nakajima Racing.

Mas Bruno Michel, chefe da GP2, não acredita que os pilotos da categoria ganharam algo no campeonato japonês.

"Eu não acho que Stoffel aprendeu muito por estar no Japão, para ser honesto", disse Michel ao Motorsport.com.

"Mas é sempre bom para os meninos, porque não correr e ver outros rapazes aparecerem é provavelmente muito frustrante."

"Então eles podem ter um programa como esse. Eles não aprendem, você sabe, Stoffel estava pronto para correr na F1, todos nós sabíamos disso, mas teve que esperar um ano."

Michel também insistiu que não está preocupado se os campeões da GP2 estão sendo obrigados a esperar um ano para chegar ao grid da F1.

"É sempre melhor quando conseguimos que o nosso campeão vá para o grid da F1", continuou ele.

"Agora você olha para o que aconteceu com Stoffel. Você olha o que aconteceu com Jolyon Palmer. Eles não entraram no grid na temporada seguinte, mas acabaram chegando lá, e isso é o mais importante para mim."

"Pierre Gasly não vai para Toro Rosso em 2017, mas está pronto para a Fórmula 1. Tenho certeza de que Pierre vai chegar lá em algum momento, mas isso não vai acontecer no próximo ano. E para o vice-campeão, Antonio Giovinazzi é a mesma coisa."

"Seria melhor ver uma promoção automática, mas nem sempre é assim."

Red Bull e Honda fecham acordo por Gasly na Super Fórmula

Artigo anterior

Red Bull e Honda fecham acordo por Gasly na Super Fórmula

Próximo artigo

Vandoorne insiste que temporada na Super Fórmula foi válida

Vandoorne insiste que temporada na Super Fórmula foi válida
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Super Fórmula
Pilotos Stoffel Vandoorne , Pierre Gasly
Autor Jamie Klein