Extreme E: Equipe de Rosberg lidera a primeira disputa de classificação

Time de campeão da F1 de 2016 se sobressaiu em uma sessão com rivais com problemas de confiabilidade e um grande acidente

Extreme E: Equipe de Rosberg lidera a primeira disputa de classificação

A Rosberg X Racing liderou o primeiro shootout de classificação do Extreme E no deserto da Arábia Saudita, enquanto a piloto da Abt Cupra, Claudia Hurtgen sofreu grande acidente.

Duas paralisações prolongadas com a bandeira vermelha significaram que a sessão matinal de contra-relógio se estendeu por três horas e meia, mas Johan Kristoffersson e Molly Taylor chegaram representando o time do campeão mundial de Fórmula 1 de 2016, Nico Rosberg.

Leia também:

A equipe RXR foi sorteada para correr em sexto no circuito de 5,48 milhas na região de AlUla, com Kristoffersson dando a largada para entregar uma volta limpa e eficiente.

Ele puxou para a zona de troca de pilotos e entregou para a campeã de rali da Austrália, Molly Taylor, que superou um grande momento quando seu carro saiu de traseira. Mas ela manteve o Odyssey 21 E-SUV sob controle para cruzar a linha em um tempo combinado de 10min43s565 para liderar pelo resto da sessão.

A equipe X44, de Lewis Hamilton, foi a primeira a entrar na pista com o nove vezes campeão mundial de rali, Sebastien Loeb, ao volante.

Ele sofreu uma grande derrapagem na primeira duna, onde o curso se estreita, antes de entregar à companheira de equipe Cristine Gutierrez para completar a corrida de 10min48s067, 4.5s atrás de RXR. Carlos Sainz Sr. e Laia Sanz ficaram em terceiro.

Problemas de confiabilidade para times rivais significou que a Andretti United terminou em quarto lugar, apesar de Catie Munnings ter sofrido um furo no pneu traseiro direito que carregou no terço final da volta.

A equipe JBXE, de Jenson Button, também foi atingida por problemas. Quando o campeão mundial de F1 de 2009 teve um solavanco no shakedown, o carro mudou para ponto morto.

Com a falta de dados, o motor do carro foi reduzido e ele acabou com 26% da capacidade restante da bateria no final da corrida da equipe.

A companheira de equipe Mikaela Ahlin-Kottulunisky sofreu o mesmo problema do dia anterior, parando por quase meio minuto. A equipe agora vai trocar a unidade de potência.

Um grande acidente da piloto da Abt Cupra, Claudia Hurtgen marcou o início do sábado. Após pegar o carro do companheiro de equipe, Mattias Esktrom, ela corrigiu uma derrapagem e quando a traseira do carro passou em um solavanco, ela capotou várias vezes.

Hurtgen saiu dos sem precisar de ajuda e foi relatado que apenas mordeu a língua.

Embora haja peças sobressalentes suficientes no local para três carros completos, a Abt Cupra deverá perder a corrida de qualificação da tarde, já que o carro exigirá uma mudança completa de chassi.

F1: Nova ORDEM de forças? Veja análise DETALHADA sobre como Mercedes pode PERDER briga para Red Bull

PODCAST: Batalhas entre Hamilton e Verstappen ditarão temporada 2021 da F1?

 

compartilhar
comentários

Related video

F1: Como conceito de baixo rake colocou a Aston Martin em uma encruzilhada

Artigo anterior

F1: Como conceito de baixo rake colocou a Aston Martin em uma encruzilhada

Próximo artigo

F1: Hamilton alerta que Red Bull "poderia estar muito mais à frente"

F1: Hamilton alerta que Red Bull "poderia estar muito mais à frente"
Carregar comentários