Objetivo alcançado: Baumgart e Andreotti completam o Dakar no pelotão de elite entre os carros

Dupla brasileira da X Rally terminou na oitava posição entre os inscritos no Mundial; na somatória geral de tempos, fecharam com o 13º lugar

Cristian Baumgart e Beco Andreotti

Cristian Baumgart e Beco Andreotti

Duda Bairros

O primeiro objetivo no Rally Dakar é terminar a prova, chegar ao final e subir a rampa para receber a medalha entregue a todos aqueles que completam o mais difícil rali do mundo. E não importa a posição – só de estar na rampa final já representa um feito e tanto depois de duas semanas e quase oito mil quilômetros percorridos.O segundo objetivo passa a ser a posição final. A equipe brasileira X Rally tratou de trabalhar por etapas e completou a prova com o piloto Cristian Baumgart e o navegador Beco Andreotti. Foi a segunda vez que a dupla, tetracampeã do Sertões, termina o Dakar em duas tentativas – eles fecharam a edição de 2019, no Peru, na nona posição quando competiram entre os UTVs.

Leia também:

Os brasileiros da X Rally terminaram a prova na 13ª posição na soma geral de tempos entre os carros. Na categoria T1+, a dupla fechou em décimo, e no oitavo lugar entre os inscritos na temporada do Campeonato Mundial, o W2RC.

Foi a primeira participação da equipe nos carros. Com os Prodrive Hunter, tanto Cristian e Beco como também Marcos Baumgart e Kleber Cincea mostraram excelente ritmo. Marcos e Kleber, no entanto, foram forçados a abandonar a prova na sétima etapa por causa de problemas mecânicos.“Um rali puxado do começo ao fim. Muito cansativo, mas é um prazer imenso estar aqui na rampa, porque o principal desafio é terminar. Dizem aqui que a coisa mais fácil no Dakar é abandonar”, afirmou Cristian Baumgart. “Um grid de elite, um nível altíssimo. Adquirimos mais experiência não só para mim e o Beco, mas para a estrutura da equipe como um todo. Voltamos mais fortes e vamos seguir em frente no campeonato mundial. Foi mais um sonho realizado”, seguiu.Dupla mais vencedora do rali brasileiro e uma das mais longevas do mundo, Cristian Baumgart e Beco Andreotti tiveram como melhor posição no Dakar 2024 o oitavo lugar na décima etapa. O navegador Andreotti repete e ressalta que, primeiro, o objetivo é terminar a prova; depois, tentar galgar posições no ranking do rali mais difícil do mundo.“Completamos o Dakar atingindo o objetivo inicial que era terminar no grupo de elite entre os 15 primeiros. Mais gratificante ainda foi ter se classificado em oitavo no geral entre as duplas que disputam o Mundial deste ano”, disse Beco. “Foi nossa primeira participação nos carros, então estamos muito felizes. Um aprendizado gigantesco e: aqui andamos em todo tipo de terreno. Evoluímos bastante. Foi muito prazeroso, mas também extremamente cansativo; é uma prova que leva ao limite. Uma pena o Marcos e o Kleber não terem conseguido completar a prova, por motivos longe do alcance deles, mas ano que vem deveremos estar de volta”, concluiu.O próximo compromisso das duplas da X Rally acontece a daqui pouco mais de um mês, com a segunda etapa da temporada do Mundial de Rally-Raid: o Abu Dhabi Desert Challenge, de 25 de fevereiro a 2 de março.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Emocionado, Sainz celebra vitória com Audi "na última tentativa" em um Dakar "muito difícil"
Próximo artigo Dakar 2024: MSL Rally fecha estreia com excelência

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil