Fórmula 1 GP da Áustria

F1: FIA ajusta regras dos pneus da classificação sprint para evitar trapaça; entenda

Órgão ajustou os regulamentos para evitar "consequências não intencionais" que surgiram em Baku no primeiro evento realizado sob as regras de 2023

Intermediate tyre on the car of Lance Stroll, Aston Martin AMR22

A FIA ajustou as regras dos pneus para da classificação sprint para evitar "consequências não intencionais" que surgiram em Baku no primeiro evento da Fórmula 1 realizado sob as novas regras aplicadas em 2023.

Leia também:

A mudança significa que as equipes não poderão adotar estratégias inteligentes de uso de pneus que poderiam lavá-las a usar compostos intermediários em uma sessão de pista seca, por exemplo. Como as regras foram originalmente escritas, os pilotos eram obrigados a usar pneus médios novos nas sessões Q1 e Q2 de sábado e, em seguida, pneus macios novos no Q3.

As equipes perceberam que não precisavam guardar um jogo de pneus macios novos para o Q3 se achassem que esses pneus seriam mais úteis no início do fim de semana, seja no TL1 ou na sessão de classificação de sexta-feira para o GP.

De fato, em Baku, Yuki Tsunoda e Lando Norris usaram todos os pneus macios antes da sessão de classificação de sprint.

Naquele evento, Tsunoda não conseguiu chegar ao Q3, mas Norris conseguiu. A McLaren havia deixado a opção aberta para que ele corresse com pneus intermediários - o que as regras permitiam - caso dois pilotos na mesma situação chegassem ao Q3. No entanto, Norris não precisou correr, permaneceu na garagem e se classificou em 10º lugar.

A possibilidade de usar intermediários em uma sessão de pista seca foi vista como uma 'farsa' por muitos no paddock e, portanto, agora foi resolvida.

As regras foram alteradas para permitir que os pilotos usem qualquer conjunto de pneus macios na Q3. Isso significa que os pilotos ainda podem se arriscar usando todos os seus pneus macios novos antes da classificação para a sprint, sabendo que, pelo menos, ainda podem correr no Q3 mesmo com pneus macios usados.

Kevin Magnussen, Haas VF-22, Fernando Alonso, Alpine A522, Zhou Guanyu, Alfa Romeo C42

Kevin Magnussen, Haas VF-22, Fernando Alonso, Alpine A522, Zhou Guanyu, Alfa Romeo C42

Foto de: Alessio Morgese

A porta estava aberta para essa mudança porque, de acordo com o Artigo 1.4 dos regulamentos de 2023, a FIA se reservou o direito de ajustar facilmente as novas regras de sprint até 1º de agosto, após os primeiros exemplos no Azerbaijão, Áustria e Bélgica.

As circunstâncias relevantes incluíam que qualquer alteração "deve abordar questões não intencionais que surgiram como resultado das alterações a esses regulamentos esportivos aprovados pelo WMSC em abril de 2023" e "deve ter como único objetivo garantir a justiça esportiva ou evitar problemas organizacionais".

Além disso, oito equipes tiveram que concordar e, nesse caso, todas, exceto uma, apoiaram a mudança.

Em suas notas emitidas antes do evento deste fim de semana no Red Bull Ring, o diretor de corrida da F1, Niels Wittich, escreveu: "Para evitar a reconhecida consequência não intencional de que, em determinadas situações em eventos de sprint, torna-se atraente usar pneus intermediários em pista seca, é feita a seguinte alteração no Artigo 30.5.h dos regulamentos esportivos da Fórmula 1.

"Houve consulta com o detentor dos direitos comerciais, comissários de bordo e equipes. A concordância da FIA, do detentor dos direitos comerciais e de nove competidores foi obtida de acordo com o Artigo 1.4."

"Consequentemente, minha decisão é que o Artigo 30.5 h) iv) seja modificado para ter a seguinte redação - Artigo 30.5h iv redação revisada:

"No período SQ3 do sprint shootout, até um jogo de pneus para tempo seco pode ser usado, e este deve ser apenas um jogo com a especificação macia."

Quem desbancaria Verstappen na Red Bull? Rico Penteado comenta

Podcast: Leclerc na Aston? Volta de Ricciardo? Sainz na Audi? O que vem por aí para 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Na caça à Red Bull, Aston Martin revela área em que foca para alcançar rival
Próximo artigo F1: Quem pode se dar bem no GP da Áustria

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil