Análise técnica de Giorgio Piola
Assunto

Análise técnica de Giorgio Piola

Análise Técnica: a primeira atualização da Haas na F1

Na segunda parte do relatório técnico do GP da China, Giorgio Piola e Matt Somerfield analisam as atualizações vistas na Haas e na Mercedes.

Análise Técnica: a primeira atualização da Haas na F1

Haas

A equipe americana surpreendeu a todos nos primeiro dois GPs, maximizando o seu próprio desempenho e aproveitando os erros dos outros.

A China contou uma história diferente, com ambos os pilotos lutando para obter o melhor de sua VF16. Romain Grosjean foi particularmente feroz sobre as especificações impostas pela Pirelli, condenando as altas pressões e sugerindo que elas eram em grande parte responsáveis pela falta de ritmo durante todo o fim de semana.

Haas VF-16 front wing, captioned, Chinese Grand-Prix
Asa dianteira Haas VF-16

Photo by: Giorgio Piola

A Haas chegou com uma nova asa dianteira, que Esteban Gutierrez correu no treino livre, mas que foi estabelecida nestas configurações muito rapidamente e não conseguiu nenhum ganho razoavelmente frutífero. Por isso, foi abandonada antes de ser resgatada como substituta, após a colisão de Romain Grosjean com Marcus Ericsson na primeira curva.

A asa é um desenvolvimento da que estava sendo usada até agora, com várias revisões feitas para mudar a forma como o ar se move ao redor do pneu dianteiro.

A cascata principal foi alterada com a única aleta de controle central removida e substituída por duas aletas, uma maior que a outra. Enquanto isso, a cascata 'R' foi removida e substituída por uma aleta horizontal (seta).

Esta aleta horizontal é montada ao lado da cascata principal, mas a sua rigidez é aumentada com um pequeno suporte que a flanqueia.

Embora ambos os pilotos tenham começado a corrida com a configuração mais antiga, os danos sofridos no carro de Grosjean significavam que ele tinha que fazer uma mudança em sua parada nos boxes.

Mas como o carro não foi configurado para correr com essa asa, a mudança afetou o equilíbrio do VF16 e o deixou fora dos pontos pela primeira vez este ano. 

Mercedes

A Mercedes continua a dominar o campeonato, mas isso não significa que ela possa simplesmente se dar ao desfrute de descansar sobre os louros.

Embora uma atualização maior tenha sido originalmente programada para a China, ficou decidido que a vantagem da equipe sobre as demais possibilitava que a Mercedes passasse mais tempo a refinando e, provavelmente, a atualização só será implementada em Barcelona.

Na China, foram feitas outras alterações no duto do freio dianteiro para resolver pequenos problemas que têm enfrentado nas rodadas de abertura, bem como para adicionar desempenho.

Nico Rosberg pode ter liderado a corrida por um longo período do GP da Austrália e chegou à vitória, mas a equipe quase teve que tirar o carro da pista, com detritos causando superaquecimento de uma das pinças do freio dianteiro.

Ele foi capaz de gerenciar a situação, tendo que mudar o seu estilo de condução e equilíbrar as freadas para aliviar os freios dianteiros. Mas era claramente uma área de preocupação para as corridas futuras.

Mercedes AMG F1 Team W07 detail
Detalhe Mercedes AMG F1 Team W07

Photo by: Giorgio Piola

No Bahrein, foram feitas alterações à forma da entrada da malha coberta, de modo a reduzir as chances de os detritos se alojarem dentro e reduzir o desempenho. Além disso, foi aplicado no duto do freio um spray de teflon para limitar a possibilidade de qualquer borracha descartada ficar grudada nele.

Esta é uma prática que a Mercedes há estava empregando na sua asa dianteira há algum tempo e é apenas uma questão de tempo antes que isso seja estendido a outras partes do carro e copiado por outras equipes.

Mercedes AMG F1 Team W07 front detail
Detalhe frontal Mercedes AMG F1 Team W07

Photo by: Giorgio Piola

Na China, uma barbatana triangular foi adicionado acima da entrada, o que não só serviu para o propósito de oferecer alguma proteção para a entrada, mas para ter uma influência aerodinâmica também.

A barbatana irá produzir uma estrutura aerodinâmica que influencia a forma da turbulência gerada pelo pneu, melhorando o desempenho do sidepod e seus componentes circundantes.

Mercedes AMG F1 Team W07 rear detail
Mercedes AMG F1 Team W07

Photo by: Giorgio Piola

Embora não seja nova, podemos ver na imagem acima que a Mercedes joga especial atenção à temperatura dos freios traseiros, uma vez que as alterações feitas para regular as pressões na Itália, no ano passado, usaram um aquecedor para introduzir o tambor e colocar calor nele.

compartilhar
comentários
Proteção de cockpit da Red Bull pode ficar pronta para 2017
Artigo anterior

Proteção de cockpit da Red Bull pode ficar pronta para 2017

Próximo artigo

Hamilton sobre possível futuro na Ferrari: "nunca diga nunca"

Hamilton sobre possível futuro na Ferrari: "nunca diga nunca"
Carregar comentários