Análise: Vettel x Leclerc remete a rivalidades históricas da F1 e representa desafio para a Ferrari, entenda

A história se repete e dessa vez a batata quente está nas mãos da Ferrari, que terá que gerenciar egos para atingir resultados em 2020

Análise: Vettel x Leclerc remete a rivalidades históricas da F1 e representa desafio para a Ferrari, entenda
Carregar reprodutor de áudio

A Ferrari viveu em 2019 com Sebastian Vettel e Charles Leclerc uma situação que se repete de tempos em tempos ao longo da história da Fórmula 1: Um jovem promissor chega a uma equipe que tem um campeão veterano estabelecido e desafia a ordem natural das coisas, gerando um conflito épico.

Leia também:

De Ayrton Senna x Alain Prost a Lewis Hamilton x Fernando Alonso, as estatísticas mostram que ao menos nas grandes equipes, a balança pesa a favor dos novatos. Charles Leclerc chegou com tudo na Ferrari nesta temporada, superando os números e a liderança de Sebastian Vettel dentro da equipe.

O monegasco alcançou os melhores resultados da equipe e se beneficiou da má fase de Vettel, que manteve a taxa de erros do fim de 2018 e desperdiçou boas oportunidades ao longo do ano. A rivalidade começou na pré-temporada e explodiu no Brasil, mas a Ferrari conseguiu evitar, pelo menos publicamente, que as labaredas incendiassem a equipe. 

Revisamos ponto a ponto os momentos que marcaram a rivalidade entre Vettel e Leclerc. Veja nossa análise exclusiva sobre a dupla explosiva da Ferrari:

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Vettel começou o ano pressionado
Vettel começou o ano pressionado
1/18
A temporada começou como uma grande oportunidade para a Ferrari, que foi melhor nos testes de inverno em Barcelona. No entanto, o principal nome da equipe, Sebastian Vettel, começou o ano pressionado pelos erros cometidos em 2018.

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

Estrela em ascensão
Estrela em ascensão
2/18
Monegasco estreava na equipe como pedra preciosa a ser lapidada, depois de um ano consistente na Sauber Alfa Romeo em 2018.

Foto de: Charles Coates / Motorsport Images

Bom desempenho na pré-temporada
Bom desempenho na pré-temporada
3/18
Logo no início da pré-temporada, a Ferrari deu um baile nas principais adversárias, Mercedes e Red Bull no circuito de Barcelona. Vettel foi o primeiro a liderar sessões.

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Leclerc rivaliza Vettel na pré-temporada
Leclerc rivaliza Vettel na pré-temporada
4/18
Nos dias seguinte, Leclerc também mostrou força e liderou sessões. A Ferrari impressionava não apenas por sua velocidade em voltas lançadas, mas também nas simulações de corrida.

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Austrália tem primeiro 'enrosco' e Ferrari atrás de Mercedes
Austrália tem primeiro 'enrosco' e Ferrari atrás de Mercedes
5/18
A Ferrari não era tudo isso e continuava atrás da Mercedes, esse foi o saldo da primeira prova. Na largada em Melbourne, Leclerc forçou mas perdeu para Vettel. No fim da prova, a Ferrari precisou dar ordens para o monegasco ficar atrás do tetracampeão.

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Pole e quase vitória de Leclerc no Bahrein
Pole e quase vitória de Leclerc no Bahrein
6/18
No circuito de Sakhir, Leclerc surpreendeu a todos ao alcançar a primeira pole logo na segunda prova com as cores da Ferrari. Na largada, Vettel superou o companheiro, que colocou a faca nos dentes e recuperou a posição. Nas últimas voltas, uma falha fez Leclerc perder a vitória e completar em terceiro.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Erros diminuem expectativas sobre Leclerc
Erros diminuem expectativas sobre Leclerc
7/18
O monegasco passou a cometer pequenos erros no primeiro terço da temporada, o mais emblemático foi a pancada no Azerbaijão. Isso diminuiu a expectativa sobre ele e aliviou um pouco a pressão sobre Vettel.

Foto de: Hasan Bratic / Motorsport Images

Vettel ganha, mas perde vitória no Canadá.
Vettel ganha, mas perde vitória no Canadá.
8/18
Apesar das limitações da Ferrari, Vettel foi consistente na etapa do Canadá, onde fez a pole, sua primeira no ano, e lutou com unhas e dentes pela vitória com Lewis Hamilton. Um erro seguido de um retorno "perigoso" lhe renderam uma punição que custou-lhe 5s e a vitória da prova.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Áustria marca início da rivalidade entre Verstappen e Leclerc
Áustria marca início da rivalidade entre Verstappen e Leclerc
9/18
Não foi só com Sebastian Vettel que Leclerc rivalizou em 2019. O GP da Áustria marcou o que deverá ser o início de uma rivalidade entre Verstappen e o monegasco. nas últimas voltas, o holandês ultrapassou o rival da Ferrari em uma manobra que resultou em toque e venceu a corrida.

Foto de: Lorenzo Bellanca / Motorsport Images

Erros de Vettel se acumulam
Erros de Vettel se acumulam
10/18
Se Leclerc retomou a boa forma, Vettel passou a errar com mais frequência. Em Silverstone, o alemão perdeu o ponto de freada e encheu a traseira de Verstappen.

Foto de: Hasan Bratic / Motorsport Images

Leclerc brilha no retorno das férias
Leclerc brilha no retorno das férias
11/18
Após um domínio da Mercedes e de quase um mês de férias, Leclerc e Ferrari voltaram dominantes, o que garantiu a primeira vitória da carreira do jovem prodígio. Enquanto isso, Vettel tem dificuldades para desencantar.

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Um novo ícone para os Tiffosi
Um novo ícone para os Tiffosi
12/18
No GP da Itália, Leclerc partiu da pole e segurou a pressão de Lewis Hamilton por toda a corrida, garantindo sua segunda vitória seguida e primeira de uma Ferrari na Itália desde 2010, consolidando-se como novo herói da torcida ferrarista.

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Leclerc no topo, Vettel no fundo do poço
Leclerc no topo, Vettel no fundo do poço
13/18
Enquanto o companheiro vencia, Vettel cometia erros repetidamente no fim de semana. O momento mais marcante, foi quando rodou sozinho na pista e bateu em Lance Stroll ao retornar para a pista. A imprensa italiana coroou Leclerc e crucificou o alemão.

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Em Singapura, redenção de Vettel e uma nova polêmica
Em Singapura, redenção de Vettel e uma nova polêmica
14/18
Apesar de Leclerc ter largado na pole, a Ferrari decidiu parar Vettel primeiro para a troca de pneus, numa tentativa de impedir a chegada dos rivais e garantir uma dobradinha.

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Em Singapura, redenção de Vettel e uma nova polêmica
Em Singapura, redenção de Vettel e uma nova polêmica
15/18
A manobra deu vantagem ao alemão, que voltou à frente do companheiro e venceu a primeira em 2019, reduzindo o peso sobre suas costas. Leclerc não gostou da decisão da equipe e reclamou depois da corrida, elevando a tensão dentro da Ferrari.

Foto de: Steve Etherington / Motorsport Images

Na Rússia, Vettel desobedece equipe, mas não tem tempo de provar lealdade
Na Rússia, Vettel desobedece equipe, mas não tem tempo de provar lealdade
16/18
Em Sochi, a Ferrari combinou uma estratégia. Na largada, Vettel pularia na frente de Leclerc, o pole, para que a dupla pudesse disparar à frente dos rivais. Mas depois, o alemão deveria devolver a posição, o que relutou a fazer. No fim das contas, o carro de Vettel teve uma pane elétrica e abandonou, o que causou a entrada do safety car que acabou com a estratégia da Ferrari que viu a Mercedes voltar a vencer.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

No Brasil, a bomba explode
No Brasil, a bomba explode
17/18
Após algumas provas de relativa paz e andando atrás de Mercedes e Red Bull, a dupla da Ferrari finalmente entrou em confronto no Brasil. No fim da prova, Vettel tentou retomar a posição recém perdida para Leclerc na reta oposta e os dois se encontraram.

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

No Brasil, a bomba explode
No Brasil, a bomba explode
18/18
O saldo final para a Ferrari foi um abandono duplo, reclamações dos dois pilotos no rádio e reuniões a portas fechadas em Interlagos e uma semana depois em Maranello. A equipe conseguiu evitar que os pilotos fizessem declarações polêmicas, mas será que conseguirá evitar uma guerra em 2020?

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

compartilhar
comentários
"Vou chutar a b**** do Senna": Hakkinen conta como foi superar Ayrton na McLaren
Artigo anterior

"Vou chutar a b**** do Senna": Hakkinen conta como foi superar Ayrton na McLaren

Próximo artigo

Emerson Fittipaldi: 10 curiosidades sobre o bicampeão, que faz 73 anos

Emerson Fittipaldi: 10 curiosidades sobre o bicampeão, que faz 73 anos
Carregar comentários