Bahrein pretende oferecer vacina contra a Covid-19 para paddock da F1 entre a pré-temporada e o GP

País do Oriente Médio oferece a vacina Pfizer-BioNTech, mas a F1 já deixou claro que não vai aceitar o convite

Bahrein pretende oferecer vacina contra a Covid-19 para paddock da F1 entre a pré-temporada e o GP

A Fórmula 1 começa a se preparar para a viagem ao Bahrein, onde realizará a pré-temporada, entre 12 e 14 de março, e o primeiro GP de 2021, no dia 28 do mesmo mês. E o país do Oriente Médio anunciou no último final de semana um plano para oferecer vacinas contra a Covid-19 aos membros do paddock envolvidos com os testes e a prova.

No momento, o Bahrein tem uma das maiores taxas de vacinação no mundo, tendo imunizado cerca de 9% da população com ambas as doses. Com um grande número de pessoas a caminho do Bahrein para o período de três semanas entre os testes e a corrida, o país anunciou que oferecerá a vacina contra a Covid-19 ao paddock.

Leia também:

O Bahrein anunciou a extensão de seu programa de vacinação "aos principais eventos realizados no reino de modo voluntário, desde que as escalas de tempo permitam e isso forneça benefícios adicionais aos participantes e a população do país".

"Devido â janela de tempo do evento deste ano da Fórmula 1, incluindo os testes, a grande maioria dos participantes estarão no Bahrein por três semanas antes da corrida", diz o comunicado. "Isso permitirá uma oportunidade de fornecer proteção adicional aos que quiserem aproveitar essa oportunidade de vacinação [vacina Pfizer-BioNTech]".

O Ministro da Saúde do Bahrein oferecerá a todos classificados como "participantes da corrida" a chance de serem vacinados assim que chegarem ao país, antes de receberem a segunda dose próximo à saída, 21 dias depois.

Porém, um porta-voz da F1 confirmou que a organização "não tem planos de adotar a vacinação como grupo itinerário antes do prazo de vacinação determinado pelo sistema de saúde do Reino Unido".

Foi apurado que a maioria das equipes também não devem aceitar a oferta barenita.

O adiamento do GP da Austrália para novembro fizeram com que o Bahrein passasse a ser a etapa de abertura da temporada. Com isso, a F1 optou por tirar a pré-temporada de Barcelona, realizando todas as atividades no mesmo local.

A taxa de infecção pela Covid-19 no Bahrein atingiu um novo pico em fevereiro, com um recorde de 848 novos casos em um dia. Desde o início da pandemia, o país registrou 444 mortes.

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

EXCLUSIVO: BAND fecha com COMENTARISTAS da F1 e STOCK; VEJA os nomes

PODCAST: Corridas aos sábados e tetos: revolução imposta pela Liberty pode tirar DNA da F1?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Gene Haas detona domínio na Mercedes nas últimas temporadas

Artigo anterior

F1: Gene Haas detona domínio na Mercedes nas últimas temporadas

Próximo artigo

F1: Ferrari explica apoio à "promissora" proposta de corridas sprint

F1: Ferrari explica apoio à "promissora" proposta de corridas sprint
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Autor Luke Smith